Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

10 Janeiro de 2019 | 11h12 - Actualizado em 10 Janeiro de 2019 | 15h23

ONU alerta sobre tragédia humanitária após violência no norte da Nigéria

Nova Iorque - As Nações Unidas, num comunicado divulgado nesta quarta-feira, expressaram profunda preocupação com o aumento da violência no nordeste da Nigéria, que obrigou dezenas de milhares de civis a fugirem das suas casas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da ONU

Foto: Divulgação

Os confrontos de 26 de Dezembro entre as forças do governo nigeriano e os grupos armados em Baga, às margens do lago Tchad, cerca de 200 quilómetros ao norte de Maiduguri, capital do Estado de Borno, causaram deslocamentos em massa de habitantes locais.

A maioria das mulheres, homens e crianças que fugiam dos combates convergiu em acampamentos ou locais para deslocados já sobrecarregados em Maiduguri ou em Monguno (63 quilómetros ao sul de Baga).

Outra tentativa de ataque a Monguno, a 28 de Dezembro, agravou a situação, causando mais deslocamentos devido à incerteza criada pelos confrontos.

"O impacto dos recentes combates em civis inocentes é devastador e criou uma tragédia humanitária", disse o coordenador humanitário da Nigéria, Edward Kallon, após uma visita a Monguno e Maiduguri.

"É de cortar o coração ver tantas pessoas vivendo em campos lotados ou dormindo fora de casa." Os civis continuam a sofrer as consequências do conflito e as Nações Unidas estão extremamente preocupados com as consequências da violência no nordeste da Nigéria, particularmente no Estado de Borno, sobre civis ", acrescentou Kallon.

Mais de 30 mil deslocados internos chegaram a Maiduguri, principalmente de Baga, nas últimas semanas. A maioria dessas pessoas chegou desde 20 de Dezembro, muitas vezes após viagens difíceis com crianças pequenas.

Assuntos Conflito  

Leia também
  • 10/01/2019 11:34:06

    Solução do conflito na República Centro-Africana só pode ser política

    Nova Iorque - O chefe das operações de paz da ONU, Jean-Pierre Lacroix, pediu, durante a sua missão, uma mobilização geral para tornar 2019 o ano da paz na República Centro-Africana (RCA), noticiou à Xinhua.

  • 10/01/2019 10:31:43

    Boko Haram faz duas mortes no nordeste da Nigéria

    Abuja - Pelo menos duas pessoas morreram e oito casas foram incendiadas nesta segunda-feira quando presumíveis elementos do grupo jihadista Boko Haram atacaram Sajeri, uma comunidade perto de Maiduguri, no nordeste da Nigéria, informou a Pana.

  • 09/01/2019 18:09:27

    Presidente sudanês justifica repressão no seu pais

    Cartum - O presidente sudanês, Omar El-Bechir, pronunciou-se sobre as manifestações que abalam o seu país nas últimas semanas e que já fizeram 19 mortos, segundo balanço oficial.