Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

08 Fevereiro de 2019 | 08h50 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2019 | 08h50

RDC/Eleições: Martin Fayulu recorre ao tribunal africano dos direitos humanos

Kinshasa - Martin Fayulu Madid, candidato derrotado da eleição presidencial de 30 de Dezembro último, recorreu quinta-feira ao tribunal africano dos direitos humanos para reclamou a “ verdade das urnas”.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Martin Fayulu, candidato presidencial derrotado

Foto: António Escrivão

A informação foi passada pelo secretário-geral adjunto do Movimento de Libertação do Congo (MLC) e porta-voz da plataforma LAMUKA (Acorda), Fidèle Babala.

Fidèle Babala explicou que o candidato do LAMUKA fê-lo, depois de ter tentado recorrer, sem sucesso, ao tribunal constitucional congolês.

“ O tribunal tem uma jurisprudência, e já condenou outros países por prática de fraude eleitoral. Espero que o mesmo será constante na sua jurisprudência, vai recomendar que uma resolução seja emitida para a Republica Democrática do Congo, com vista a se respeitar a verdade das urnas”, disse Babala.

 A mesma personagem qualificou de “vergonhoso” o reconhecimento de Félix Tshisekedi pela maioria dos países do Mundo, depois da confirmação dos resultados da Comissão Eleitoral Nacional Independente (CENI) e pelo Tribunal constitucional.

Ao reagir aos resultados que deram vitória ao Félix Tshisekedi, o secretário-geral da ONU, António Guterres, considerou haver um facto consumado na RDC, e aconselhou os países membros daquela organização a ajudar o país a sair das dificuldades que vive.

No seu discurso de investidura, Félix Tshisekedi que ganhou a eleição com 38,57 %, estendeu a mão a Martin Fayulu que qualificou de “soldado do povo”.

Assuntos RDCongo  

Leia também
  • 08/02/2019 16:06:23

    Após Luanda, Nairobi e Brazzaville, Addis Abeba será próxima etapa de Tshisekedi

    Kinshasa - O presidente da República Democrática do Congo (RDC), Félix Tshisekedi, prepara-se para viajar a Addis Abeba, na Etiópia, após uma série de visitas iniciada na terça-feira e que o levou sucessivamente a Luanda (Angola), Nairobi (Quénia) e Brazzaville (Congo).

  • 08/02/2019 15:12:45

    Número de mortes por Ébola continua a aumentar na RDC e atinge as 488

    Genebra - Quase 500 pessoas morreram já na República Democrática do Congo (RDC) infectadas com o vírus Ébola, numa altura em que o número de contágios continua relativamente alto, mas há sinais encorajadores, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

  • 07/02/2019 12:22:46

    RDC: Ebola mata 465 e infecta 788 pessoas

    Kinshasa - Na República Democrática do Congo (RDC) o número de pessoas mortas pelo subiu para 465 e 788 estão infectadas indicou nesta quinta-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS).