Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

16 Maio de 2019 | 16h04 - Actualizado em 16 Maio de 2019 | 16h04

Quénia: Raptores de médicos cubanos querem 1,5 milhão de dólares para sua libertação

Nairobi, Quénia - Sequestradores de dois médicos cubanos raptados na região de Mandera, no nordeste do Quénia, há mais de um mês, exigem um resgate de 1,5 milhão de dólares americanos em troca da sua libertação, revelou quarta-feira Citizen Television, imprensa privada.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira do Quénia

Foto: Foto divulgação

De acordo com a mesma fonte, os dois médicos, dos quais um generalista e um cirurgião, continuam a prestar assistência médica a comunidades em áreas controladas pelo grupo terrorista Al-Shebab, na região de Gedo, na Somália.                                                                              

As negociações continuam desde que uma delegação de anciãos proveniente do Quénia fez contacto com os seus pares em Buale e El Adde, na região de Gedo, no  Estado de Jubbaland, na Somália.

As negociações por procuração vão no sentido de reduzir o resgate e os anciãos originários de Mandera e Bulahawo, na Somália, continuam as discussões, afirmou a Citizen TV.

Desde o rapto dos dois médicos cubanos em Abril último, o Comité Consultivo Queniano de Segurança, que inclui comandantes das várias agências de segurança do país, reúne-se constantemente para avaliar a eficácia da missão de ajuda lançada imediatamente após o incidente.

Os dois médicos cubanos, identificados como Assel Herera Correa e Landy Rodriguez, foram sequestrados em Mandera quando viajavam para o seu local de trabalho, a 12 de Abril de 2019.

Agências de segurança quenianas lançaram uma missão de busca e resgate para os reencontrar.

O Comité Consultivo de Segurança Nacional informa aos ministros da Saúde, Sicily Kariuki, do Interior, Fred Matiang'i, da Defesa, Rachel Omamo, sobre  a questão, segundo o Governo queniano.

Os ministros estão em contacto com os seus homólogos em Cuba, a quem eles relatam regularmente os esforços envidados para localizarem e assistirem a estes médicos privados da sua liberdade.

Assuntos Sequestro  

Leia também
  • 17/10/2018 16:24:11

    Tanzânia: Governo nega ajuda externa para resolver sequestro de empresário

    Dar es Salaam - O governo tanzaniano negou a ajuda estrangeira para resolver o sequestro do empresário milionário Mohammed Gulamabbas Dewji, informou nesta quarta-feira, em Dar es Salaam, o vice-ministro do Interior, Hamad Massauni, citado pela Prensa Latina.

  • 18/09/2018 17:20:36

    Níger: Governo confirma sequestro de sacerdote italiano

    Niamey - O porta-voz do governo nigerino, Zakaria Abdourahmane, confirmou nesta terça-feira, em Niamey, que um sacerdote italiano foi sequestrado numa zona fronteiriça com Burkina Faso, onde operam vários grupos extremistas, noticiou a Prensa Latina.

  • 10/04/2018 19:28:15

    Camarões: Raptado antigo juiz vice-presidente

    Yaoundé - Separatistas na parte anglófona dos Camarões raptaram o antigo vice-presidente e juiz do tribunal de apelação, o que exacerba a violência na região, disse segunda-feira fonte próxima da vítima, citada pela AIM.