Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » África

13 Agosto de 2019 | 16h00 - Actualizado em 13 Agosto de 2019 | 16h00

Autoridades congolesas anunciam cura do Ébola com novos medicamentos

Goma - As autoridades sanitárias congolesas anunciaram hoje a cura de duas pessoas infectadas com o vírus do Ébola após 11 dias de tratamento em Goma, leste da República Democrática do Congo (RDC), numa prova da eficácia de novos medicamentos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Dístico do vírus Ébola

Foto: Divulgação

"É com grande alegria que anunciamos que entre os casos confirmados de Ébola em Goma, dois foram curados. Para nós é uma mensagem forte de que o Ébola é curável. Já há tratamento", declarou Jean-Jacques Muyembe, coordenador da resposta contra o vírus na RDC.

O especialista congolês explicou que estão em estudo "dois tratamentos, o mAb114 e o REGN-EB3".

"Trata-se de duas moléculas que iremos utilizar com base nos resultados que obtivemos até agora, em que se revelaram eficazes", explicou o especialista e pioneiro na luta contra o Ébola.

As autoridades sanitárias norte-americanas, que co-financiaram um estudo sobre o tratamento do vírus, indicaram na segunda-feira que os dois medicamentos aumentaram significativamente a taxa de sobrevivência de pacientes no quadro de um ensaio clínico na RDC.

Entre as cerca de 500 pessoas cujos dados foram analisados (de um total de 681 pacientes), a mortalidade caiu 29% com o REGN-EB e em 34% com o mAb114, especificou Anthony Fauci, director do Instituto norte-americano para as Doenças Infecciosas e Alergias. A taxa de mortalidade dos pacientes que não receberam quaisquer tratamentos foi de entre 60 e 67%.

Os dois tratamentos são constituídos por anticorpos monoclonais que intervêm na neutralização da capacidade do vírus infectar outras células.

Desde que a epidemia do vírus foi declarada no país, a 01 de Agosto de 2018, já foram vacinadas 181 mil e 389 pessoas.

O Ébola transmite-se pelo contacto com fluidos corporais infectados e a rapidez do tratamento é determinante para as possibilidades de sobrevivência, mas muitas pessoas não acreditam que o vírus é real e optam por ficar em casa quando estão doentes, infectando quem cuida deles, alertam os profissionais de saúde.

Assuntos RDCongo  

Leia também
  • 13/08/2019 10:29:04

    RDC: SADC decide ajudar Kinshasa no combate ao Ebola

    Dar Es Salaam - Os países membros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) decidiram unir esforços no combate ao Ebola que assola a República Democrática do Congo (RDC), declarou segunda-feira, em Dar Es Salaam, Tanzânia, Jorge Cardoso, director do órgão para a Política, Defesa e Segurança, do secretariado-geral.

  • 12/08/2019 09:43:35

    RDC: Naufrágios matam cerca de 150 pessoas entre Abril e Agosto de 2019

    Kinshasa - Cerca de cento e cinquenta mortos é o resultado dos naufrágios ocorridos em diversos rios da República Democrática do Congo (RDC), de Abril a Agosto de 2019, noticia nesta segunda-feira, 12, o jornal daquele país "7sur7".

  • 09/08/2019 15:40:12

    RDC regista 257 novas infecções pelo vírus do Ébola em semanas

    Kinshasa - A República Democrática do Congo (RDC) registou 257 novas infecções pelo vírus do Ébola nas últimas três semanas, elevando para 2.781 o número de casos e para 1.866 as mortes ligadas à doença, segundo a OMS.