Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

25 Outubro de 2018 | 13h27 - Actualizado em 25 Outubro de 2018 | 13h25

Indústrias devem integrar acções de reciclagem

Luanda - As empresas e indústrias nacionais e estrangeiras devem integrar acções de investimento para a reciclagem de resíduos, de modo a se reduzir os desperdícios e garantir a protecção do meio - recomendou hoje, quinta-feira, em Luanda, o ambientalista angolano Faia Miguel.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Indústria angolana deve reduzir desperdícios (foto arquivo)

Em declarações à Angop, na sequência da 2ª conferência de Engenharia e Arquitectura da Faculdade de Engenharia da Universidade Agostinho Neto (UAN), o especialista sublinhou que os problemas ambientais se situam, hoje, entre as principais questões mundiais e que impõem a necessidade da promoção de acções colectivas visando a melhoria da qualidade de vida das populações.

O também docente universitário reconheceu que o país está agora numa situação muito confortável, com políticas correctas no que toca à gestão e reciclagem de resíduos, mas disse ser necessário educar o homem e consciencializá-lo de que os recursos naturais são finitos e a sua má gestão se reflecte directamente no ser humano.

Quanto às cidades, Faia Miguel defende projectos adaptados a um modelo de ordenamento cada vez mais adequado às exigências ecológicas, com a redução do uso de matérias-primas e produtos e o aumento da reutilização e da reciclagem.

Acrescentou que existem jovens com talentos e capacidade para contribuir para o reaproveitamento de resíduos e promoção da  indústria verde no país, mas a falta de incentivos financeiros está na base da sua reduzida aposta.

No segundo dia da conferência foi abordada a "Análise experimental da digestão anaeróbia de resíduos urbanos à escala piloto em biodigestores" em que foram realçados que as centrais de valorização de resíduos por tratamento biológico funcionam com base em processo de digestão aeróbia ou anaeróbia, sendo uma das tecnologias mais usadas na degradação da matéria orgânica presente nos resíduos.

A 2ª Conferência, que decorre até sexta-feira, sob o lema: “A Engenharia e Arquitectura na Solução dos Problemas da Sociedade”, pretende tornar público todos os resultados da produção científica desenvolvida pelos docentes e estudantes dos cursos da Faculdade de Engenharia da UAN.

O evento visa contribuir para a solução dos problemas da sociedade, incentivar a cultura da investigação científica e do conhecimento, proporcionar um espaço para que docentes, investigadores e técnicos de outras instituições do país possam apresentar trabalhos técnicos e científicos que desenvolvam nessas instituições.

Assuntos Ambiente  

Leia também
  • 03/02/2019 16:33:37

    Tempo em Angola

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 de segunda-feira (dia 04), para a região Norte do país, a ocorrência de chuva moderada a forte, acompanhada por vezes de trovoada em alguns municípios das províncias do Zaire, Cabinda, Bengo, Uíge, Malanje, Lunda Sul e Lunda Norte durante a manhâ e ao entardecer.

  • 02/02/2019 19:21:32

    Previsão do tempo

    Luanda - O Instituto Nacional de Meteorologia e Geofísica (INAMET) prevê, até às 18h00 de domingoo (dia 03), para a região norte do país, a ocorrência de chuva fraca a moderada, acompanhada, por vezes, de trovoada em alguns municípios das províncias de Cabinda, Malanje, Lunda Norte e Lunda Sul durante a noite e ao longo da tarde.

  • 01/02/2019 15:33:06

    Fixada quota para importação de hidroclorofluocarbonos

    Luanda - Cento e setenta toneladas de hidroclorofluocarbonos (HCFCs) é quantidade que 42 empresas em Angola estão autorizadas a importar este ano.

  • 01/02/2019 14:04:23

    Elaboração de relatório sobre biodiversidade previsto para Março

    Luanda - A elaboração do sexto Relatório Nacional para a Convenção da Biodiversidade (6RNB) está prevista para Março de 2019, devido a transferência tardia dos fundos, no valor de 207.551 dólares.