Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ambiente

20 Setembro de 2020 | 11h01 - Actualizado em 20 Setembro de 2020 | 11h02

Responsável quer rigor na gestão de resíduos sólidos

Dundo - As empresas de recolha de lixo no município do Chitato, Lunda Norte, foram, no sábado, exortadas para o rigor na gestão correcta dos resíduos sólidos para promover o bem-estar e ambiente saudável das comunidades.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O múnicípio do Chitato conta com seis operadoras que garantem a recolha de resíduos sólidos em três distritos urbanos.

O chefe de departamento do Gabinete Provincial do Ambiente, Gestão dos Resíduos Sólidos e Serviços Comunitários na Lunda Norte, Daniel Pequenino, destacou a necessidade da criação de um plano estratégico de gestão de resíduos por parte das operadoras e da administração municipal.

Falando na cerimónia de lançamento da campanha “limpemos Angola”, o responsável denunciou as operadoras que depositam o lixo em locais impróprios (ravinas), acção que coloca em causa a saúde pública, uma vez que as águas residuais desaguam, muitas vezes, nas comunidades.

Relactivamente a campanha “limpemos Angola”, disse que visa sensibilizar a população a participar na melhoria do saneamento básico, através da educação ambiental, bem como abordar com as operadoras sobre modelos de recolha, gestão e depósito de resíduos sólidos.

A campanha visa melhorar os cuidados com a higiene do meio, a deposição de resíduos em locais adequados e o seu tratamento, bem como apelar a mudança de comportamento, acções voluntárias de limpeza nas comunidades, com foco no reaproveitamento e a valorização de resíduos no território nacional.

Sob o lema: “Mais limpeza, mais ambiente e mais Saúde”, a campanha acontece num momento de apelo as boas práticas de higiene e saneamento ambiental, como uma das medidas de prevenção contra o coronavírus, dentre outras doenças resultantes da má gestão de resíduos, deficiência no sistema de saneamento e recolha de resíduos que podem levar a morte.

Angola aderiu a essa campanha em 1997 e a denominou “Campanha Limpemos Angola”, cujo objectivo é alertar as populações dos potenciais perigos da má deposição ou acumulação de resíduos.

Leia também
  • 09/11/2019 13:35:33

    Recomendada criação de parque para conservação da fauna

    Dundo - Especialistas ambientais e representantes da sociedade civil, recomendaram ao Executivo, durante o primeiro seminário sobre o ''Meio ambiente'', promovido pela Diocese do Dundo, a necessidade da criação de um parque para a conservação e preservação da fauna e da flora na Lunda Norte.

  • 25/06/2019 03:07:11

    Lunda Norte: IDF reforça produção de eucaliptos em viveiros

    Dundo - Vinte mil eucaliptos e casuarinas reforçam, a partir do segundo semestre do ano em curso, a produção de plantas no viveiro da Lunda Norte para a sua plantação, no âmbito do programa de combate à desertificação e repovoamento florestal, soube a Angop junto do Instituto de Desenvolvimento Florestal (IDF).

  • 08/04/2018 19:51:06

    Governo da Lunda Norte lança programa de combate a ravinas

    Dundo - O Governo da Província da Lunda Norte procederá no próximo dia 15 do corrente mês , nesta cidade, ao lançamento do programa de plantação de bambus e eucaliptos, com vista o estancamento de progressão de ravinas.