Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Angola Acontece

31 Maio de 2017 | 17h29 - Actualizado em 30 Maio de 2017 | 15h32

Malanje resgata estatuto de maior produtor

Malanje - Cem hectares foram preparados na presente campanha agrícola no município do Kunda-dia-Base para o início do cultivo de algodão na província de Malanje.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Baixa de Cassanje, região responsável por mais de 90 porcento do algodão da indústria téxtil no tempo colonial

Foto: Rosário dos Santos

Trata-se de uma iniciativa conjunta do Governo da Província de Malanje e do Ministério da Agricultura, que visa apoiar a cooperativa Quituxe, no Kunda-dia-Base. 

Para o efeito, a Direcção Provincial recebeu do Ministério da Agricultura cinco toneladas de semente de algodão e 10 toneladas de fertilizantes. 

As cinco toneladas de semente de algodão e as 10 de fertilizantes chegam para cobrir uma área de cultivo de 200 hectares. 

De acordo com o director provincial da Agricultura, Carlos Chipoia, além da cooperativa de camponeses, algumas empresas que manifestaram o interesse em investir no cultivo do algodão querem uma extensão de 100 mil hectares cada, para a produção em grande escala.

No período colonial, a produção de algodão era feita, tradicionalmente, na região da Baixa de Cassanje, mas hoje há já possibilidade da implementação de projecto de cultivo de algodão no município de Cacuso.

Um estudo está a ser feito para a implementação de 10 mil hectares nesse último município (Cacuso).

Principais países produtores de algodão 

De acordo com o Comité Internacional do Algodão (ICAC), que tem por finalidade servir como fórum para o desenvolvimento de políticas e soluções para o fortalecimento da cadeia de valor do algodão, a Índia foi o maior produtor de algodão na safra 2014/2015, superando a China no ranking mundial, com uma produção de 6,8 milhões de toneladas.

A entidade fez saber que a produção indiana superou a chinesa em mais de 300 mil toneladas, consolidando a Índia a maior produtora mundial do algodão.

Segundo o ICAC, os cotonicultores indianos reservaram 12,3 milhões de hectares para a produção desta commodity, com aumento de 5% em relação à safra passada.

Os Estados Unidos, seguidos do Paquistão, Brasil e Uzbequistão, aparecem logo a seguir. Os quatro países juntos são responsáveis pela colheita de mais de oito milhões de toneladas de algodão.

Para a safra 2016/2017, o ICAC projecta uma produção mundial de 22,45 milhões de toneladas contra 21,19 milhões de toneladas do período 2015/2016, tendo, em contrapartida, um consumo de 23,81 e 23,85 milhões de toneladas para as duas temporadas.

Leia também
  • 09/06/2017 19:06:03

    Produção de ouro na Huíla começa no próximo ano

    Lubango - O início da produção de ouro na província da Huíla, a partir de 2018, poderá marcar o ponto de partida para relançar a exploração do seu vasto potencial em recursos geológicos e minerais, actualmente limitado à extracção de rochas ornamentais e de água mineral.

  • 31/05/2017 17:29:25

    Primeira colheita de algodão

    Luanda - A primeira colheita de algodão está prevista para Julho, nas províncias de Malanje e Cuanza Sul, no âmbito da implementação do Programa de Relançamento da Produção de Algodão.

  • 31/05/2017 17:29:25

    Unidades fabris recuperadas

    Luanda - As fábricas têxteis recuperadas são três e estão implantadas nas províncias de Luanda, Benguela e Cuanza Norte.