Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

15 Setembro de 2020 | 19h47 - Actualizado em 15 Setembro de 2020 | 21h10

Unitel e Huawei proporcionam acesso gratuito à internet nas escolas públicas

Luanda - A Huawei Angola vai investir 60 milhões de dólares para a construção da sua sede, para formação e promoção da educação digital aos estudantes das escolas públicas em todo país, em parceria com a operadora de telefonia móvel Unitel.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Assinatura do memorando entre a Unitel e a HUAWEI

Foto: Clemente dos Santos

O referido programa, que terá as províncias do Bié e do Huambo em experiência piloto, foi apresentado durante a assinatura de um memorando em que foram signatários pela Unitel a directora-geral para os assuntos corporativos da empresa, Eunice de Carvalho, e pelo presidente da Comissão Executiva (Deuty CEO) da Huawei Angola, Liuhongzhen Michael.

O memorando, que terá duração de dois anos renováveis por igual período, desde que haja interesse das duas partes, a Huawei vai fornecer equipamentos e soluções tecnológicas e a Unitel vai fornecer a internet e conectividade às escolas.

Neste primeiro momento, 480 crianças do ano lectivo 2021 serão beneficiárias, com a entrega de alguns equipamentos, designadamente 480 tabletes para os alunos, 50 computadores de mesa para os professores e 50 projectores para as salas de aula.

Eunice de Carvalho considerou que este programa vai promover o hábito pela pesquisa académica junto dos estudantes, que através deste meio serão estimulados para a sua utilização como ferramenta de comunicação e interacção social.

“O terceiro componente neste projecto é o Ministério da Educação, por parte do Executivo, e nesta primeira fase serão os estudantes da 4ª, 5ª e 6ª classes. Mas a intenção é que a partir da primeira classe se começa a aprender com o uso das tecnologias”, explicou.

Sem avançar o valor do investimento, Eunice de Carvalho disse que só a formação dos professores durante um ano ronda os cem mil dólares e a medida que as condições permitirem outras escolas das demais províncias do país serão abrangidas.  

Por seu lado, o também membro da Comissão Executiva (CEO) da Huawei, Edric Chu, referiu que a empresa vai investir estes 60 milhões de dólares na construção da sua nova sede em Luanda, incluindo um centro de formação e outro de inovação, bem como um centro de experiências.

Com este acordo, acrescentou, a Huawei vai trazer para Angola tecnologias e soluções mais avançadas, desenvolver plataformas para áreas de pesquisa e desenvolvimento nos diversos segmentos do país. Os referidos centros estarão prontos no final da 2021.

Assuntos Internet  

Leia também
  • 10/02/2020 18:26:34

    País já conta com 125 pontos de acesso gratuito à Internet

    Lobito - Os internautas angolanos têm já 125 pontos de acesso gratuito à Internet em banda larga, através da rede "wi-fi", instalados em várias regiões do País, desde 2013, informou hoje, na cidade do Lobito, o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, José Carvalho da Rocha.

  • 10/02/2020 18:23:22

    Catumbela e Lobito alargam acesso gratuito à Internet

    Lobito - Os municípios da Catumbela e do Lobito, província de Benguela, contam, desde hoje, com mais três pontos de acesso gratuito à Internet em banda larga, através da rede "wi-fi", visando alargar esta ferramenta digital à população, no âmbito do projecto "Angola Online".

  • 31/10/2018 14:33:33

    África code week 2018 identifica questões sociais

    Luanda - O curso de programação informática África code week 2018, que terminou hoje em Luanda, destina-se a identificar e desenvolver uma solução tecnológica para questões sociais - disse hoje, quarta-feira, a embaixadora dos Estados Unidos, Nina Maria Fite.