Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Ciência e Tecnologia

09 Outubro de 2020 | 14h40 - Actualizado em 12 Outubro de 2020 | 09h21

Ministro assegura modernização dos Correios de Angola

Luanda - O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem, assegurou hoje, em Luanda, o grande trabalho de modernização dos Correios de Angola, para que possa corresponder aos anseios e necessidades dos utentes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Gomes da Conceição Homem

Foto: Pedro Parente

Ao falar na cerimónia de relançamento do portal da empresa, no âmbito do Dia Mundial dos Correios, assinalado hoje, o governante afirmou que o evoluir das novas tecnologias veio colocar muitos desafios ao sector, devendo ser acompanhado de fortes investimentos.

“Hoje é um dia muito importante para a área dos correios, em que a divisa deve ser materializada no grande investimento nos recursos humanos, equipamentos e também nas infra-estruturas. Ainda em 2021 deve-se concretizar o código postal. A pandemia obrigou a uma maior procura dos serviços de correios e o portal, aliado a outras acções, é a materialização da modernização, sendo possível transformá-la em igual a outras empresas”, disse.

Espera que, essencialmente, esses serviços continuem a funcionar e que os seus suportes devem ser feitos com regularidade, contando com os apoios necessários por parte do Governo. “Por tudo que está a ser feito, continuaremos a monitorar, para que a qualidade dos serviços se mantenham, em benefício do país e dos cidadãos”, frisou.

Por sua vez, o presidente do conselho de administração da Empresa Nacional de Correios e Telégrafos de Angola – E.P., Walter Teixeira, expressou o compromisso da instituição em continuar a trabalhar arduamente na concretização dos seus propósitos e contribuir na arrecadação de mais receitas para o Estado.  

Além de admitir que a Covid-19 veio dificultar alguns serviços da empresa, com a diminuição dos voos, o engenheiro destacou que, mesmo assim, tiveram um aumento de encomendas postais.

Exemplificou que dos 20 voos semanais anteriores, agora beneficiam apenas de quatro, com uma média de cerca de 20 mil encomendas. No acto, decorrido na sua sede, que também contou com a presença do secretário de Estado da Comunicação, Nuno Albino, foram homenageados dois antigos trabalhadores, no caso Fernando Faria e Félix Lourenço.              

Quanto ao portal www.correiosdeangola.ao tem como principal objectivo facilitar o expedidor, que não precisará se deslocar às instalações dos correios, para saber das suas encomendas e outras situações. O utilizador poderá acompanhar a trajectória das suas encomendas, numa apresentação feita pelo administrador executivo para área de tecnologia, Denilson Costa.                                                  

Hoje, 9 de Outubro, comemora-se o Dia Mundial dos Correios, data em que foi fundada a União Postal Universal (UPU), entidade que congrega correios de 191 países, e da assinatura do Tratado de Berna, em 1874.

Criada em Berna, Suíça, a UPU tem como missão integrar mundialmente os serviços postais e facilitar a comunicação entre os países associados, sem interferir nas políticas de cada Estado-membro.

Em Angola, existiam, até 1975, 364 Estações Telegrafo – Postais. No entanto, a partir de 1976, devido ao clima hostil das confrontações armadas, os serviços postais ficaram reduzidos a 108 Estações.

Neste momento, a rede postal nacional conta com 62 Estações reabilitadas para um total de 180 planificadas.

Angola encontra-se entre os países desfavorecidos no plano postal, pois que, para atender a uma população estimada em mais de 25.000.000 de habitantes distribuídos num território de 1.246.700 km2, só dispõe de 60 Estações, o que equivale a uma Estação por 275.862 habitantes e por 21.494 km2.

Esta tendência está longe de corresponder ao objectivo definido pelo UPU, que é de 3.000 a 6000 habitantes por estação e uma estação em 20 a 40 km2.

Deste modo, os novos desafios determinam uma nova missão para os Correios de Angola, assente na modernização e mudança organizacional, visando a melhoria de fiabilidade, segurança e rapidez dos seus serviços.

Assuntos Telecomunicações  

Leia também
  • 07/10/2020 20:59:24

    País conta com mais de 50 especialistas em matéria espacial

    Luanda - O secretário de Estado para as Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Mário Oliveira, revelou esta quarta-feira, em Luanda, que o país já possui mais de 50 especialistas espaciais, entre formandos e outros em fase de "upgrade".

  • 28/09/2020 21:28:04

    Movicel revê tarifário dos planos mensais

    Luanda - A operadora de telefonia móvel, Movicel, decidiu, nesta segunda-feira, reajustar, a partir do dia 01 de Outubro, o tarifário dos planos mensais.

  • 28/08/2020 15:46:04

    País tem mais de seis milhões de usuários de internet

    Luanda - Seis milhões 857 mil e 62 indivíduos fazem o uso do serviço de internet no país e o sector da telefonia móvel conta com mais de 14 mil subscritores das redes da Movicel e Unitel, respectivamente.