Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

11 Novembro de 2019 | 10h40 - Actualizado em 11 Novembro de 2019 | 10h57

Quarenta e quatro anos de afirmação desportiva

Luanda - A independência nacional, conquistada a 11 de Novembro de 1975, trouxe ganhos visíveis em variados domínios da vida nacional, entre os quais o do desporto, que tem servido de referência para a promoção da imagem do país além fronteiras.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Selecção de Angola sagra-se campeã do Mundo de Futebol com Muletas

Foto: Pedro Parente

Angola sagra-se campeã do CAN 2019 em futebol para amputados

Foto: Clemente dos Santos

(Por Ventura Bengo)

À semelhança da diplomacia, o desporto tornou-se, há largas décadas, um dos sectores em maior evidência, com conquistas notáveis em modalidade individuais e colectivas.  

Depois do período colonial, em que o território angolano era considerado província ultramarina de Portugal, Angola ganhou o estatuto de Estado autónomo e projectou-se no concerto das Nações.

Em 44 anos de soberania, o desporto esteve sempre na vanguarda e Angola assinalou vitórias em importantes provas mundiais e continentais, tornando-se a principal referência em África, em modalidades como o basquetebol masculino e o andebol feminino.

A conquista do Mundial de Futebol Adaptado, do Mundial de Clubes em Andebol Feminino e entrada de Bruno Fernando na liga norte-americana de basquetebol (NBA) são alguns feitos que, nos últimos cinco anos, reforçaram o peso do desporto angolano.

A conquista do mundial de muletas foi antecedida de medalhas de ouro nos Jogos Paralímpicos de 2003, conquistada por José Armando Sayovo, deficiente visual.

Na competição de futebol com muletas, disputado no México, em 2019, contra todas as expectativas, apesar da trajectória irrepreensível, a selecção de Angola venceu na final  aos penaltis, a sua similar da Turquia, por 5-4.

No mesmo ano, os angolanos sagraram-se campeões africanos no CAN, decorrido na província de Benguela, em que derrotaram os nigerianos, por 2-0.                               

Do andebol, em que o país detém a hegemonia continental no sector feminino, bem como habituais participações nos mundiais e jogos olímpicos, quis o destino, aliado ao árduo trabalho, brindar Angola com a consagração do mundial de clubes.

Este feito foi alcançado pela equipa do 1º de Agosto, no "IHF Womens Super Globe2019", disputado, pela primeira vez, na China.              

Em relação à bola ao cesto, depois de várias tentativas e vários títulos continentais conquistados, Angola conseguiu ter um atleta na maior competição do Mundo, Bruno Fernando, que já vai demonstrando o seu talento na formação dos Atlanta Hawks.

A esses feitos, agrega-se a participação no Mundial de Futebol Sub-17, este ano, no Brasil, onde atingiu a fase seguinte, depois da segunda posição no CAN da categoria.

O histórico dos jovens angolanos é acrescido pela conquista do CAN2001, em sub-20, na Etiópia, que permitiu a inscrição do nome do país no Mundial da Argentina.           

Entretanto, não foram apenas esses os ganhos proporcionados pela independência nacional, ao longo dos 44 anos de soberania de Angola.

Em 2015, na província de Benguela, o país conquistou o Mundial de Pesca Desportiva, a que se seguiram outros vários títulos mundiais como o de Jiu-jitsu, com realce para a infantil Kiriane Neto, em 2019, nos EUA.

Angola venceu também os africanos de hóquei em patins, 2013, judo, com Antónia de Fátima "Faia", em 2005 e 2014, de vela, na classe de optimist, em 2019, nas Seycheles, e o 13º de xadrez continental, que aumentam a credibilidade do desporto nacional.

Tudo isso foi possível com a implementação de políticas bem gizadas pelo Governo angolano, partindo da criação da Secretaria de Estado de Educação Física e Desportos, dirigido, na altura, pelo secretário Rui Mingas.           

O seu impulso também fez surgir as primeiras federações desportivas, um importante tónico no movimento associativo e desportivo organizado no país independente.

Os passos que se seguiram foram intermitentes, devido aos conflitos interno que assolaram o país. Depois da paz definitiva, o desenvolvimento registou-se de forma tão acelerada, como se estivesse aguardando apenas pelo tiro de largada, que literalmente foi dado em 2002.

Os vários sectores registaram evoluções, com destaque para o económico e o político, mas o "bum" do desporto não passou despercebido, uma vez que se trata da disciplina que alberga todas as outras, obrigando os praticantes a atravessar fronteiras e conviver com pessoas de diferentes raças, estratos sociais e etnias.

Dito de outra forma, no desporto não há ricos nem pobres, negros e brancos, apenas desportistas. O desporto foi uma das principais, quiçá a principal, “arma” para divulgar a imagem do país pós independência e de seguida pós guerra.

A independência de Angola foi proclamada em 1975. De lá para cá, o país albergou algumas competições internacionais e esteve representado em muitas outras pelo mundo fora, o que não acontecera antes da independência.

De todos os "frutos" desportivos, “saborosamente degustados”, o destaque recai para os Jogos Militares da SKDA, Jogos Olímpicos de Barcelona, a presença no Mundial de Futebol da Alemanha, 2006, bem como a realização, no país, do CAN2010.

Obviamente, depois da independência, o país esteve em várias frentes desportivas e albergou inúmeras competições, mas as mencionadas "mexeram" com a Nação e deram outra perspectiva na forma como o território angolano era visto.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 24/06/2019 22:32:19

    CAN2019: PR felicita selecção angolana de futebol

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, felicitou, segunda-feira, a Selecção Nacional de Futebol, pelo empate a um golo diante da Tunísia, em jogo disputado no estádio de Suez, no Egipto.

  • 22/06/2019 22:37:52

    PR encoraja selecção nacional de futebol

    Luanda - O Presidente da República, João Lourenço, encorajou, este sábado, a selecção nacional de futebol que, na próxima segunda-feira, disputa o seu primeiro jogo para o Campeonato Africano das Nações (CAN2019), diante da Túnisia.

  • 16/05/2019 19:42:55

    Complexo Mangais abre portas ao Golfe

    Luanda - Pela primeira vez, desde a independência nacional em 1975, Angola alberga o prestigiado torneio "Presidential Golf Day", a 18 de Maio, no Complexo Mangais Golf Resort, uma das mais imponentes infra-estruturas turísticas erguidas junto à foz do Rio Kwanza, em Cabo Ledo.