Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Desporto

20 Abril de 2019 | 01h25 - Actualizado em 20 Abril de 2019 | 12h14

Governante defende conservação de infra-estruturas desportivas

Ndalatando - O secretário de Estado dos Desportos, Carlos de Almeida, defendeu esta sexta-feira, em Ndalatando, província do Cuanza Norte, a participação de líderes comunitários e juvenis na conservação e manutenção das infra-estruturas desportivas, mormente as construídas nas comunidades.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Carlos Almeida, Secretário de Estado da Juventude e Desportos

Foto: Henri Celso

O dirigente defendeu esse ponto de vista, em declarações à imprensa, no final da visita de constatação às infra-estruturas desportivas de Ndalatando, no âmbito da visita de dois dias que efectua, a província, no qual manifestou preocupação com o estado de degradação das mesmas.

“Vamos sugerir que aquelas infra-estruturas da comunidade sejam adjudicadas aos líderes comunitários e juvenis, porque se elas foram concebidas para o uso da juventude, pensamos que sejam os jovens, que fazem o uso dessas infra-estruturas, a serem os principais responsáveis pela sua manutenção”, frisou.

Carlos Almeida referiu que coisas básicas como a limpeza de capim e preservação dos espaços podem ser cuidadas por quem faz o uso das mesmas infra-estruturas.

Em relação as grandes infra-estruturas desportivas nacionais, referiu que o Ministério da Juventude e Desporto preconiza um modelo de parceria público-privada para a gestão e manutenção das mesmas, para que continuem a se manter ao serviço das comunidades.

Para si, a gestão participativa ou mista entre o Estado e o privado constitui o modelo mais indicado para o funcionamento e conservação adequada das diferentes infra-estruturas desportivas existentes no país.

Enumerou os pavilhões e os estádios construídos pelo Estado angolano, nos últimos anos, que permitiram a realização de importantes eventos desportivos no país, com realce para o Afrobasket2007, CAN2008 de Andebol, CAN2010 em Futebol e o Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins 2013, que após estes eventos observou-se a degradação paulatina de algumas das referidas infra-estruturas.

Acrescentou que tal cenário, deveu-se em parte, as acções de vandalização e a inexistência de políticas exequíveis de gestão, manutenção e conservação, aliada a falta de utilização efetiva das mesmas.

Referiu que a preocupação é igualmente extensiva às infra-estruturas juvenis, cujo quadro exige acções consertadas com os governos provinciais que correspondam as expectativas da sociedade e da juventude, em particular.

 Além da recuperação, o governante defendeu também a utilização efectiva destas infra-estruturas, de modo, a se evitar a sua degradação por inoperacionalidade.

Apesar do estado de degradação das infra-estruturas desportivas locais, Carlos Almeida disse estar satisfeito com o número de recintos desportivos disponíveis na província, que está a contribuir para a prática de diversas modalidades desportivas na região.

O Gabinete Provincial do Turismo, Juventude e Desportos controla no Cuanza Norte 54 campos de futebol, dos quais apenas quatro estão aptos para competições oficiais da modalidade, 14 quadras desportivas e quatro pavilhões multiuso.

Doze associações desportivas e 54 juvenis afectos a organizações, políticas, religiosas e da sociedade civil estão igualmente sob sua tutela na província.

Carlos Almeida que chegou sexta-feira ao Cuanza Norte, vai proceder hoje (sábado 20), ao encerramento de um seminário regional (Cuanza Norte, Malanje, Uíge, Záire e Bengo) de formação de monitores desportivos, que decorre desde o passado dia 15 do corrente mês, em Ndalatando, com a participação de 100 agentes.

O governante inteirou-se do estado de conservação do estádio Santos Dinizes (reduto do Porcelana Futebol Clube do Cuanza Norte), o pavilhão Gino desportivo Engenheiro José Eduardo dos Santos, três quadras desportivas, além da casa da Juventude local, cujas infra-estruturas clamam por reabilitação.

Leia também
  • 19/10/2018 03:14:25

    Governo aposta na massificação do desporto comunitário

    Ndalatando - O director do gabinete provincial do Cuanza Norte da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, Paulo Tonet, disse quinta-feira, em Ndalatando, que o governo local vai apostar na massificação do desporto comunitário na região.

  • 22/09/2018 10:06:42

    Polidesporto: Administração de Ambaca aposta na massificação desportiva

    Camabatela - A Administração Municipal de Ambaca, província do Cuanza Norte, está apostar na massificação da prática desportiva na região, com a realização de diversas provas em várias modalidades, para ocupar o tempo livre e entreter os jovens e adolescentes.

  • 19/09/2018 07:31:38

    Judo: Cuanza Norte aposta na massificação da modalidade

    Ndalatando - A associação do judo, na província do Cuanza Norte, está actualmente empenhada na massificação da modalidade, para aumentar o número de praticantes de 700 para mil lutadores, informou o vice-presidente da agremiação, Hélder Camindo.