Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

09 Fevereiro de 2018 | 15h45 - Actualizado em 09 Fevereiro de 2018 | 15h44

Reduz produção de rochas ornamentais em 2017

Lubango - A produção de rochas ornamentais na província da Huíla reduziu de 41 mil 713 metros cúbicos em 2016, para 36 mil e 168 em 2017, informou no Lubango, a directora do gabinete provincial da indústria, geologia e minas, Paula Baptista Joaquim.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Huíla: Exploração de rochas ornamentais

Foto: MORAIS SILVA

Huíla: Fábrica de trsnformação de granito

Foto: MORAIS SILVA

Da quantidade produzida, 34 mil e 334 metros cúbicos foram exportados para Portugal, Espanha, Alemanha, Itália, China e Índia e geraram receitas de cinco milhões, 726 mil e 717 dólares, contra os sete milhões, 922 mil e 443 dólares de 2016.

Das empresas que contribuiram para produção de rochas,  destaca-se a Angostone com oito mil e 512 metros cúbicos, numa facturação de dois milhões, 337 mil e 715 dólares, bem como a HM Granito Lda. com sete mil 888 m3, comercializados a um milhão, 249 mil e 780 dólares.

Fez saber que a direção provincial da Huíla da Geologia e Minas controla 17 empresas de exploração mineira operacionais, das quais 12 são de rochas ornamentais, duas de britadeiras, um de areeiro, uma de material cerâmico e uma de agro-mineral.

A indústria, geologia e minas na Huíla arrecadou para a Conta Única do Tesouro, durante o período em análise, 79 milhões, 344 mil e 419 Kwanzas, contra os 101.575.144 do ano de 2016, em emissões de guias de exportação, alvarás, royalties e credencial para transporte de inertes.

Leia também
  • 18/03/2018 00:38:28

    Abertura de balcões no Luacano e Cameia dependem da avaliação - diz Alcides Safeca

    Luena - O presidente do Conselho Administrativo do Banco de Poupança e Crédito (BPC), Alcides Safeca, disse neste sábado, no Luena, que a instalação de balcões nos municípios de Luacano e Cameia, província do Moxico, depende do resultado da avaliação que se fizer.

  • 16/03/2018 20:28:12

    Millennium reafirma parceria para financiar projectos

    Lubango - O Banco Millennium Atlântico reafirmou hoje, no Lubango, província da Huíla, o compromisso de continuar a estabelecer parcerias com os governos provinciais, para financiar vários projectos que visam alavancar a economia nacional.

  • 16/03/2018 18:43:53

    Agricultores da Matala devem mais de AKz 190 milhões à Sodmat

    Matala - Cento e noventa milhões de Kwanzas é a dívida que os 700 agricultores que exploram terras no perímetro irrigado da Matala têm com a Sodmat - Sociedade de Gestão , desde 2012, pelo fornecimento de inpust agrícolas e assistência técnica.

  • 16/03/2018 16:48:39

    Depreciação do Kwanza suficiente para corrigir sobrevalorização

    Luanda - A depreciação do Kwanza que ocorreu até agora é suficiente para corrigir a sobrevalorização da moeda que punha em causa os fundamentos de longo prazo da economia angolana, declarou hoje, em Luanda, o chefe da missão do FMI, Ricardo Velloso.