Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

14 Fevereiro de 2018 | 15h19 - Actualizado em 14 Fevereiro de 2018 | 17h59

Comércio no Kilamba Kiaxi vai criar feiras temáticas

Luanda - Um projecto de criação de feiras temáticas está em curso no município do Kilamba Kiaxi ,em Luanda para fazer face à venda desordenada de bens na via pública, nas pedonais ou em paragens de táxi.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Kilamba Kiaxi:comercio vai criar feiras temáticas (Arquivo).

Foto: Morais Silva

As feiras vão funcionar em dias  e áreas determinadas pela administração local e  serão dedicadas à venda de produtos agrícolas, artesanato, livros, materiais infantis, entre outros.

Em entrevista à Angop, o director municipal do comércio, Franklin Amorim, esclareceu que estas feiras visam enquadrar os comerciantes que se encontram em locais impróprios e garantir o sustento dos mesmos enquanto a direcção trabalha na organização do comércio.

A Direcção do Comércio pretende, a partir destas feiras, organizar os vendedores ambulantes em áreas especificas e que produtos poderão vender num determinado espaço.

Indicou que há produtos específicos que não podem  e  não devem ser comercializados na rua, principalmente os produtos alimentares já confeccionados, porque podem originar problemas graves de saúde pública.

Disse que neste momento,  a instituição suspendeu a emissão de cartões para o comércio ambulante para evitar mais confusão e desorganização nas ruas e não prejudicar a circulação do trânsito.

Em paralelo as feiras, informou, a direcção está a realizar trabalhos de sensibilização em colaboração com as comissões de moradores para consciencializar todos os intervenientes na comercialização acerca das práticas a seguir e encontrar uma forma organizada para vender.

Para Franklin Amorim, a venda desorganizada é um problema de consciência e só com um trabalho integrado por todas as forças do município se vai pôr cobro.

Disse que vai trabalhar com as igrejas e associações para o êxito desta campanha.

Assuntos Província » Luanda  

Leia também