Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

08 Novembro de 2018 | 16h42 - Actualizado em 08 Novembro de 2018 | 16h43

BPC aposta na construção de novas agências

Luanda - O Banco de Poupança e Crédito (BPC) vai construir, nos próximos tempos, novas agências bancárias nos municípios de Viana e Cacuaco, província de Luanda e em outras regiões do País que registam um significativo crescimento populacional.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Alcides Safeca, PCA do BPC

Foto: Rosário dos Santos

A iniciativa, que visa reduzir os índices de exclusão financeira, foi anunciada nesta quinta-feira, em Luanda, pelo Presidente do Conselho de Administração do BPC, Alcides Safeca.

O responsável, que não precisou o número de agências que brevemente serão erguidas, disse estar a decorrer em simultâneo o processo de redimensionamento da rede comercial, que prevê o encerramento de agências que estavam alocadas em instalações arrendadas e a reabertura de outras que são propriedades do Banco.

O banco conta com a maior rede de balcões do País, com mais de 400 pontos de atendimento espalhados em todo território nacional.

 Explicou que o banco está a passar por um processo de mudança com a implementação do plano de recapitulação e reestruturação, que implica a reorganização da área comercial, a optimização dos custos, o aumento da produtividade e o relançamento da actividade comercial.

Em relação às mudanças, acrescentou que o processo  visa a recuperação do crédito mal parado, a estabilidade do banco, o resgate da confiança dos clientes, do mercado bancário e do sistema financeiro angolano.

No final do encontro, que juntou mais de 300 empresários, Alcides Safeca disse que a principal preocupação apresentada por esta classe está relacionada com o facto de o banco financiar 80 por cento dos projectos, cabendo aos promotores encontrarem outras formas de buscar os demais recursos.

Disse que o banco tomou boa nota as preocupações apresentadas pelos empresários e vai encontrar uma saída, entre as quais a utilização dos títulos do tesouro.

A linha de crédito do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) está avaliada em USD 320 milhões, dos quais USD 120 milhões já estão disponíveis, destinados às pequenas e médias empresas dos sectores da indústria, agropecuária, e energia e águas e pesca.

O vice-presidente da Associação Industrial de Angola, José Canjimba, disse ser uma boa iniciativa o banco voltar a conceder crédito, mas os projectos devem ser cuidadosamente elaborados para que tenham êxito na sua implementação.

Alguns empresários defendem a adesão ao seguro agrícola, devido ao risco existente na actividade agro-pecuária. Outros entendem que o financiamento do BPC deveria servir para apoiar e melhorar os trabalhos das pequenas e médias empresas já existentes.


 

Assuntos Banco  

Leia também
  • 05/02/2019 20:08:13

    Banco BANC cessa actividade

    Luanda - O Banco Angolano de Negócios e Comércio (BANC) cessa definitivamente a sua actividade bancária, a partir de quarta-feira (06), por apresentar deficiência no seu modelo de gestão e pelo facto de os seus sócios não cumprirem com os requisitos legais mínimos vigentes no sistema financeiro angolano.

  • 01/02/2019 20:29:41

    BNA disponibiliza USD 700 milhões

    Luanda - O Banco Nacional de Angola (BNA) vai disponibilizar durante o mês de Fevereiro 700 milhões de dólares norte-americanos, para realização diária de leilões a preço (venda de divisas) e de quantidade (plafonds para cartas de crédito).

  • 29/01/2019 17:54:46

    Qualidade de activos dos bancos será avaliada em Abril

    Luanda - A qualidade dos activos dos bancos comerciais angolanos começa a ser avaliada pelo Banco Nacional de Angola (BNA), a partir de Abril deste ano, com vista a aferir a saúde financeira das instituições bancárias, anunciou hoje, em Luanda, o governador do Banco Central, José de Lima Massano.

  • 23/01/2019 17:54:31

    BAI com AKz 70 mil milhões para crédito adicional

    Luanda - O Banco Angolano de Investimento (BAI) tem disponível, para este ano, cerca de AKz 70 mil milhões (200 milhões de dólares) para crédito adicional ao sector privado, anunciou hoje seu presidente da Comissão Executiva, Luís Lélis.