Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

20 Dezembro de 2018 | 17h52 - Actualizado em 20 Dezembro de 2018 | 19h15

Obras do novo mercado transfronteiriço do Luvo arrancam dentro de dias

Mbanza Kongo - Cinquenta milhões de Kwanzas é o custo previsto da primeira fase da construção do novo mercado transfronteiriço do Luvo, município de Mbanza Kongo, província do Zaire, cujas obras a cargo de uma empreiteira chinesa arrancam nos próximos cinco dias.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Zaire: Entrega do certificado de limpeza de minas à empresa construtora

Foto: Pedro Moniz Vidal

A primeira fase, que terá a duração de quatro meses, contemplará 500 barracas, armazéns, área administrativa e balneários, numa área total de mais de 10 mil metros quadrados, distanciada em cerca de três quilómetros da linha limítrofe com a República Democrática do Congo (RDC).

Para o efeito, realizou-se hoje, quinta-feira, na comuna do Luvo, a entrega formal do certificado definitivo de limpeza de minas e de outros engenhos explosivos não detonados da área total de 257 mil metros quadrados à empresa construtora chinesa.

O actual espaço a céu aberto onde se realizam as trocas comerciais no mercado transfronteiriço do Luvo, no lado angolano, encontra-se próximo da linha fronteiriça e não oferece as mínimas condições de higiene e segurança.

A proximidade à linha fronteiriça, segundo a administradora municipal de Mbanza Kongo, que testemunhou o acto, tem dificultado as autoridades aduaneiras, de defesa e segurança destacadas no local realizarem as acções de fiscalização de saída e entrada de mercadorias e pessoas.

O acto de entrega do espaço à administração municipal de Mbanza Kongo e, por sua vez, à empreteira da obra, foi presidido pelo vice-governador do Zaire para o sector político, económico e social, António Félix Kialungila, e contou com a presença de uma delegação das Forças Armadas Angolanas afecta à Comissão Nacional Interministerial de Desminagem e Ajuda Humanitária e responsáveis da AGT.

O posto fronteiriço do Luvo situa-se a 60 quilómetros a norte da cidade de Mbanza Kongo, sede provincial do Zaire.

Os trabalhos de desminagem foram executados durante cinco meses, pelos efectivos afectos ao Instituto Nacional de Desminagem (INAD) e às Forças Armadas Angolanas (FAA), que procederam a remoção de 41 diversos engenhos explosivos não detonados.

Do material que foi desactivado, cuja destruição decorreu ainda hoje, figuram cinco minas de tipo PPM-2, 24 Uxos, dentre os quais cinco morteiros de 82mm, 10 de 60mm, um de 118mm, uma granada F-1, granada de mão, granada M 40mm de castor, quatro Foguete RPG-7, um Foguetes de PG-9 e munições diversas.



 

Leia também
  • 20/12/2018 11:28:26

    Vila do Nóqui deixa de consumir energia produzida pela central do Inga

    Mbanza Kongo - A vila fronteiriça do Nóqui, a 165 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, deixa, a partir do próximo ano, de consumir a energia eléctrica produzida pela central hidroeléctrica do Inga, República Democrática do Congo (RDC), disse hoje (quinta-feira), o administrador municipal, Luís Cumba Mavambu.

  • 19/12/2018 11:41:54

    Abertura de repartição fiscal aumenta receitas à administração municipal

    Mbanza Kongo - A entrada em funcionamento, desde o primeiro semestre deste ano, de uma repartição fiscal na sede municipal do Nóqui, província do Zaire, aumentou substancialmente as receitas arrecadadas pela administração local, cifradas actualmente em cerca de 70 milhões de Kwanzas por semestre, contra os 500 mil Kwanzas arrecadados em anos anteriores.

  • 18/12/2018 18:15:17

    BPC abre balcão no município do Cuimba

    Mbanza Kongo - O município do Cuimba, situado a 62 quilómetros a nordeste da cidade de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, verá, em Janeiro de 2019, inaugurada a agência do Banco de Poupança e Crédito (BPC), cujas instalações foram erguidas há mais de seis anos.