Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

26 Dezembro de 2018 | 17h52 - Actualizado em 26 Dezembro de 2018 | 17h52

Petróleo com aumento de AKz mais 35 mil milhões

Luanda - As receitas fiscais resultantes da exportação de petróleo atingiram, em Novembro último, 346 mil milhões 389 milhões, 409 mil e 590 kwanzas, com a venda de 40 milhões, 106 mil e 70 barris de petróleo, soube a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Ministério das Finanças (arquivo)

Foto: Clemente Santos

Comparativamente ao mês anterior (Outubro),  de acordo com dados compilados pela Angop, registou um  aumento de 35 mil milhões, 474 milhões, 339 mil e 359 kwanzas,  pois naquele  período as  receitas  atingiram 310 mil milhões, 915 milhões 70 mil e 231 kwanzas.

No  mês de Outubro,  foram  vendidos  44 milhões, 383 mil 116  barris  de petróleo  ao preço médio de  78,49 dólares.

De acordo com o relatório do Ministério das Finanças sobre receitas ordinárias relativas à exportação de petróleo,   em Novembro o petróleo  foi  vendido  ao preço médio de 79,39 dólares.

Contribuíram para as receitas  fiscais petrolíferas,   os impostos de rendimento do petróleo (IRP), de produção de petróleo (IPP) e de transacção de petróleo (ITP), cobrados a 14 operadoras.

Até  ao primeiro  semestre  deste ano de 2018,   as  receitas petrolíferas  cifraram-se  em  um bilião, 470 mil milhões, 333 milhões, 24 mil e 786 kwanzas, com a venda de 233 milhões, 875 mil e 36 barris.

O Orçamento Geral do Estado (OGE) 2018 foi elaborado com base no preço de referência de USD 50 o barril de petróleo.

Angola é o segundo maior produtor de petróleo bruto da África Subsaariana, com 1,5 milhões de barris/dia, atrás da Nigéria, com 1,7 milhões. Porém, produz apenas 20 por cento dos derivados do petróleo, assumidos pela Refinaria de Luanda.

Assuntos Finanças  

Leia também
  • 02/02/2019 17:06:36

    Angola: Contabilistas públicos buscam transparência na execução do erário

    Luanda - A aplicação do quadro Normativo Contabilístico Internacional (IPSAS) no sector público em Angola, previsto até 2023, pode contribuir na melhoria da imagem da país no exterior e conquistar uma maior confiança dos investidores, disse este sábado, em Luanda, a especialista Ana Calado Pinto.

  • 02/02/2019 06:20:13

    Economistas consideram oportuna revisão do OGE/2019

    Luanda - O economista Lopes Paulo considerou nesta quinta-feira, em Luanda, um imperativo a revisão em baixa do Orçamento Geral do Estado (OGE/2019), com preço referência do barril de petróleo a situar-se entre 50 a 55 dólares.

  • 31/01/2019 16:28:12

    AGT arrecada AKz 4,7 mil milhões com IPU

    Luanda - A Administração Geral Tributária arrecadou quatro mil milhões, 764 milhões, 728 mil 999 kwanzas, com a cobrança, nos últimos 29 dias, da primeira prestação do Imposto Predial Urbano (IPU) sobre a Renda e Património, tendo um aumento na ordem dos 15%.

  • 22/01/2019 12:17:54

    BPC assina protocolo de antecipação de salários

    Lubango - O Banco de Poupança e Crédito (BPC) assinou hoje, no Lubango, um protocolo com várias instituições públicas, para que os funcionários destes organismos possam beneficiar do serviço "BPC salário antecipado protocolado".