Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

16 Maio de 2018 | 10h38 - Actualizado em 16 Maio de 2018 | 13h21

Ministro anuncia extinção da Mecanagro

Malanje- O ministro da Agricultura e Florestas, Marcos Nhunga, anunciou terça-feira, em Malanje, a extinção, nos próximos dias, da Empresa Nacional de Mecanização Agrícola (Mecanagro), tendo considerado a continuidade da mesma como sendo "inviável".

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Empresa dinamizou a actividade de preparação de terras

Foto: Pedro Moniz Vidal/arquivo

Marcos Nhunga - Ministro da Agricultura e Florestas

Foto: ANGOP:ARQUIVO

Esta decisão, segundo o governante, resulta de uma avaliação que o seu pelouro efectuou em algumas empresas ligadas ao sector agrícola em situação deficitária, sem no entanto avançar outras que poderão vir a ser encerradas.

Porém, Marcos Nhunga garantiu o pagamento dos salários em atraso (há mais de um ano) aos trabalhadores da referida empresa, sendo que alguns dos quais serão inseridos nas brigadas agrícolas criadas pelo Ministério, tal como sucedeu com os especialistas da mesma empresa.

Voltada para prestação de serviços mecanizados de preparação de terras, lavoura, abertura de estradas terciárias e obras de engenharia rural, a Empresa Nacional de Mecanização Agrícola (Mecanagro) foi criada pelo Governo angolano em Janeiro de 2001.

Há cerca de um ano, os trabalhadores da empresa paralisaram as actividades, em função dos atrasos salariais.

O ministro Marcos Nhunga procedeu terça-feira à abertura do II Conselho Técnico do Instituto de Desenvolvimento Agrário, onde participam, durante dois dias, quadros do Ministério da Agricultura e Florestas, representantes de ONG's ligadas à promoção da agricultura familiar e parceiros sociais.

No Conselho, que termina hoje, estão a ser discutidos assuntos relacionados com a preparação da campanha agrícola 2018/2019, ponto de situação do programa de relançamento da produção de algodão e arroz, produção de sementes rurais, entre outros.

Leia também
  • 05/02/2019 19:14:15

    Angola quer ajuda francesa para edificar economia forte

    Luanda - O Executivo angolano está a contar com ajuda do Governo francês para a edificação no País de uma economia forte, menos dependente do petróleo, competitiva e capaz de gerar prosperidade.

  • 05/02/2019 12:26:06

    Troços Lucala/Cacuso e Malanje reabertos

    Malanje - Os troços rodoviários que ligam os municípios de Lucala/Cacuso e Cacuso/Malanje, numa extensão de 68 quilómetros cada, ao longo da estrada nacional 230, foram reabertos nesta segunda-feira.

  • 04/02/2019 12:48:02

    Luanda acolhe Fórum Empresarial França-Angola

    Luanda - Um Fórum Empresarial França-Angola, que contará com a participação de uma comitiva de representantes de grandes empresas francesas do Movimento de Empresários Francês (MEDEF), será realizado na próxima terça-feira (5), em Luanda.

  • 02/02/2019 07:25:27

    Metas do Prodesi passam por financiamento bancário

    Luanda - Os bancos comerciais terão papel fundamental, através da disponibilização do crédito, nos projectos do Programa de Apoio à produção, diversificação das exportações e substituição das importações "PRODESI", argumentaram economistas ouvidos pela Angop.