Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Junho de 2018 | 16h09 - Actualizado em 12 Junho de 2018 | 16h09

Água tratada chega a mais de 20 mil habitantes de Benguela

Benguela - Vinte mil e 302 habitantes das localidades de Covava, Mina e Kaala, arredores do município de Benguela, beneficiam, ainda este ano, de água tratada resultante da abertura de três pontos com sistemas de captação subterrânea, disse hoje o director municipal de Estudos e Planeamento, Hélder Coelho.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em declarações à Angop a propósito do concurso público de empreitadas públicas lançado pela Administração Municipal de Benguela, o responsável adiantou que as obras de abertura dos três pontos de água na zona periurbana devem arrancar em Julho próximo e ficarão concluídas até Dezembro deste ano.  

Segundo Hélder Coelho, o custo total do projecto, que inclui tanque reservatório, área de tratamento de água e fontanário com lavandaria, deverá rondar os 39 milhões de kwanzas (AKz), repartidos em Akz 13 milhões para cada ponto com sistema de bombeamento.

“Estamos na fase do concurso público para receber as propostas dos empreiteiros, já que as obras devem arrancar ainda na primeira semana de Julho”, explicou o gestor, referindo que serão assinados os contratos apenas com empresas que garantam cumprir com os prazos.

Considera que, depois de concluídos os pontos de água, vão dar respostas às necessidades dos milhares de populares desses “bairros emergentes” de Benguela, onde a escassez de água tratada tem provocado doenças diarreicas agudas, febre tifoide, entre outros males à saúde.

Dá ainda conta que na povoação da Mina as estimativas apontam 12 mil e 677 potenciais beneficiários, na Kaala três mil e 625, enquanto na Covava quatro mil populares, que neste momento consomem água imprópria retirada de cacimbas existentes na zona periurbana.

É nesse contexto que destaca que com a execução do projecto de pontos com sistema de bombeamento, sob fiscalização directa da Administração Municipal de Benguela, a água será tratada e adequada ao consumo humano, evitando assim doenças.

Para além disso, Hélder Coelho referiu ser intenção da administração municipal de Benguela construir nos próximos tempos um matadouro com serviços de quarentena, num orçamento estimado em 15 milhões de kwanzas.

A necessidade dessa empreitada, ainda dependente de estudos de viabilidade, resulta, de acordo com a mesma fonte, do facto de o actual matadouro do município de Benguela, mais precisamente no bairro dos Navegantes, estar privatizado.

Sendo capital da província, com a mesma designação, o município de Benguela tem 2.100 quilómetros quadrados de área e mais de 513 mil habitantes.

Assuntos Província » Benguela   Água  

Leia também
  • 02/06/2018 11:16:25

    OAA apela transparência aos empresários do sector dos transportes

    Lobito - O Presidente do Conselho Provincial de Benguela da Ordem dos Advogados de Angola (OAA), Valdino Cima, alertou, no município do Lobito, os empresários no sentido de pautarem pelos princípios da legalidade, transparência e da concorrência leal no sector dos transportes.

  • 31/05/2018 20:13:34

    Ministra do Turismo inaugura IU Hotel

    Benguela - Uma unidade de três estrelas, da rede IU, pertencente ao grupo AAA, com 120 quartos, foi inaugurada nesta quinta-feira, em Benguela, pela ministra da Hotelaria e Turismo, Ângela Bragança.

  • 29/05/2018 15:57:07

    Ministra do Turismo radiografa infra-estruturas hoteleiras de Benguela

    Benguela - A ministra do Turismo, Ângela Bragança, trabalha desde hoje, terça-feira, na província de Benguela, para constatar o estado das infra-estruturas hoteleiras e monumentos históricos da região.