Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

12 Junho de 2018 | 22h01 - Actualizado em 13 Junho de 2018 | 10h42

AmCham-Angola e a AIPEX trabalham para atrair investidores americanos

Luanda - A Câmara de Comércio Americana em Angola (AmCham-Angola) e a Agência de Investimento e Promoção das Exportações (AIPEX) assinaram hoje, terça-feira, um acordo que visa atrair investidores americanos para os sectores da energia, transporte, agricultura e agro-indústria.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Câmara de Comércio Angola/EUA assina acordo de Guia de Investimento para Angola

Foto: Joaquina Bento

Lícinio Contreiras (esquerda) e Pedro Godinho (direita) após assinatura do acordo

Foto: Joaquina Bento

Rubricaram o acordo o presidente do conselho de administração da AIPEX, Licínio Contreiras, e o director executivo da Câmara do Comércio Americana em Angola, Pedro Godinho Domingos.

A materialização do protocolo consistirá na produção de um Guia de investimento para Angola - uma revista que vai ser produzida em forma digital e física.

O guia será patrocinado pela câmara e distribuído a mais de três milhões de empresas americanas, às embaixadas dos EUA e de Angola, com foco no investimento dos EUA em Angola.

Ao falar à imprensa, o director executivo da Câmara do Comércio Americana em Angola, Pedro Godinho Domingos, sublinhou que as partes pretendem juntar sinergias na mobilização de potenciais investidores em Angola.

Godinho detalhou que o guia do investimento é um instrumento que a AmCham-Angola e a AIPEX decidiram disponibilizar  aos potenciais investidores, a fim de que tomem contacto com toda a informação sobre as potencialidades que Angola.

O documento identifica áreas de negócio e as condições, no quadro da nova Lei do Investimento Privado e a Lei da Concorrência, que são instrumentos muito importantes para sensibilizar e atrair os investidores que tanto esperavam por uma nova lei.
 
“O guia visa orientar o investidor a chegar à meta e garantir que quem queira investir em Angola tenha de chegar facilmente ao objectivo”, disse Pedro Godinho.

Por seu turno, o PCA da AIPEX, Licínio Contreiras, disse que o Guia de investimento para Angola vai orientar o investidor sobre os sectores que o país mais precisa.

Avançou que estão a criar as condições para tramitar o processo do investimento privado num curto espaço de tempo (em 2 dias), e fazer a articulação com as outras instituições públicas que tenham interferência no investimento privado para facilitar o investidor.

“Estamos a trabalhar em dois programas, sendo um de promoção e captação do investimento privado, que visa identificar aqueles países em que temos maior possibilidade de atrair o investimento privado e que tenham condições de apoiar Angola, e outro é o programa de promoção de exportações para ajudar as empresas que já exportam, mas enfrentam alguns constrangimentos”, referiu.
 
A Câmara do Comércio Americana em Angola  tem como objectivo desenvolver as relações comerciais entre os EUA e Angola, culturais e académica, com o objectivo comum de atrair investimentos para o país.

A AIPEX surge em consequência da extinção, por Decreto Presidencial, da Unidade Técnica para o Investimento Privado (UTIP), da Agência para a Promoção de Investimento e Exportações de Angola (APIEX) e das Unidades Técnicas de Apoio ao Investimento Privado (UTAIP).

A AIPEX é um órgão da Administração Indirecta do Estado, cujo objectivo consiste em promover os investimentos e as exportações, de modo a fomentar e melhorar as potencialidades e oportunidades do país, bem como a competitividade das empresas nacionais nos seus processos de internacionalização. 

Assuntos Economia  

Leia também
  • 08/11/2018 16:55:53

    Moxico acena para investidor sul africano

    Luena - O governador provincial do Moxico, Gonçalves Muandumba convidou nesta quarta - feira, no Luena, os empresários sul africanos a investirem em diversas áreas desta região, para contribuir no seu desenvolvimento sócio económico.

  • 05/11/2018 19:15:13

    Autoridades encerram mina ilegal de diamantes

    Cangamba - Uma mina de diamantes explorada de forma ilegal no rio Cussive, comuna do Muié, município dos Luchazes, foi encerrada hoje pelas autoridades governamentais da província do Moxico, no âmbito da " Operação "Transparência" em curso no país.

  • 05/11/2018 19:01:08

    Empresas aliciam sobas para permitir exploração ilegal de madeira

    Uíge - O administrador municipal em exercício de Ambuila, Geraldo Domingos Dendo, denunciou hoje a existência de empresas que aliciam as autoridades tradicionais fazendo falsas promessas para permitir a exploração ilegal de madeira na localidade.

  • 05/11/2018 12:48:21

    Camponeses de Nacatenga recebem inputs agrícolas

    Saurimo - Vários "inputs agrícolas" e sementes, como sementes de milho, adubos, enxadas, catanas e outros meios, foram entregues domingo, na aldeia do Nacatenga, 20 quilómetros da comuna do Muriege, município do Muconda (Lunda Sul), com vista a aumentar a produção.