Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

07 Novembro de 2019 | 18h08 - Actualizado em 07 Novembro de 2019 | 18h08

Angola abre fórum sobre investimento em Shanghai

Luanda - O ministro do Comércio, Joffre Vandúnem, inaugurou hoje, em Shanghai, China, um espaço de debate e análise sobre investimento em Angola, designado "Fórum Invest-Angola", inserido na 2ª edição da Expo Internacional de Importação e Exportação da China (CIIE).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O fórum visa ouvir, analisar e discutir as razões que levam os investidores a canalizarem de forma, ainda tímida, as suas finanças para Angola, apesar do imenso potencial em recursos naturais e o potencial de consumidores do continente africano.

No acto de abertura do fórum, Joffre Vandúnem deu a conhecer que Angola assumiu de forma prática e coerente a aplicação de medidas que visam criar condições de estabilidade macro-económica indispensáveis a melhoria do ambiente de negócios.  

O ministro afirmou que na “nova Angola o paradigma é que o sector privado seja a força motriz do desenvolvimento, da diversificação económica, gerando investimentos para a transformação produtiva e a geração de empregos que melhorem a vida de todas as pessoas”.

“ Estamos perante um momento que requer acções concretas para além de discurso, de factos e de não palavras”, acentuou o gestor, acrescentando, que o Governo angolano está comprometido com a atarefa de previsibilidade e transferência aos processos para que o sector privado possa desenvolver a economia.

No evento, o embaixador de Angola acreditado na China, João Salvador dos Santos Neto, salientou que Angola está geograficamente bem localizada, possuindo a volta um mercado com mais de 400 milhões de consumidores.

Realçou também que as infra-estruturas no domínio transportes, nomeadamente, portos, aeroportos, caminhos-de-ferro, estradas, que estão a ser concluídas pelo Governo de Angola, permitirão transformar o país numa plataforma que servirá as economias dos países da sub-região com reflexos na economia continental e internacional, desde que “saibamos aproveitar bem as vantagens que representa o chamado corredor do Lobito”.

A China é o maior parceiro comercial de Angola, e em África Angola é o segundo maior parceiro da China. Até 2018 mais de 50% do investimento directo no país foi feito por empresas chinesas.

O ministro do Comércio encontra-se a frente de uma delegação, que integra o Secretário de Estado das Pescas, administradores de Institutos Públicos, directores e técnicos de diferentes departamentos governamentais e de empresários angolanos que buscam parcerias de negócios.

O Fórum Invest-Angola, que decorre sob o lema “ Unidos por um sector empresarial privado próspero e uma sociedade angolana desenvolvida”, é uma organização da Câmara de Comércio Angola-China.

A Feira Internacional de Importações da China (Expo Shanghai 2019) decorre de 5 a 10 de Novembro, na cidade de Shanghai.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 06/11/2019 19:37:41

    INADEC encerra provisoriamente estabelecimentos comerciais

    Saurimo - Dois estabelecimentos comerciais na província da Lunda Sul foram, terça-feira, encerrados provisoriamente, de exercer suas actividades, por especulação de preços de produtos da cesta básica e venda de produtos com datas vencidas.

  • 06/11/2019 16:46:13

    Ministra das Finanças recomenda "excelência" a gestores

    Luanda - A ministra das Finanças, Vera Daves, recomendou hoje (quarta-feira), em Luanda, aos novos gestores de conselhos de administração de empresas e institutos públicos, nomeados nesta terça-feira, a trabalharem com afinco, com vista a melhorar os serviços que oferecem ao público.

  • 06/11/2019 00:28:44

    Metro de Superfície custa USD 3,5 mil milhões

    Luanda - Três mil milhões de dólares norte-americanos é o valor estimado para o investimento do Metro de Superfície da cidade de Luanda, que começa a ser construido a partir de 2020, revelou terça-feira o ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu.