Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

30 Novembro de 2019 | 06h02 - Actualizado em 30 Novembro de 2019 | 06h02

Grupo empresarial Carrinho assina acordo com Porto e CFB

Lobito - O grupo Carrinho assinou esta sexta-feira um acordo com o Porto do Lobito e o Caminho de Ferro de Benguela (CFB), nesta cidade, para dinamização do transporte de carga através das infra-estruturas destas empresas, soube a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Comboio do CFB

Foto: cedida pela fonte

De acordo com o Administrador para a área financeira da Carrinho, Samuel Candundo, há previsões de movimentar cerca de dois milhões de toneladas de mercadorias diversas por ano, quando as unidades fabris do grupo estiverem a trabalhar em pleno.

Referindo-se aos investimentos relacionados com o movimento de carga, o administrador adiantou que na primeira semana deste mês de Novembro deu-se início a construção de um ramal que vai ligar o complexo industrial do grupo, em Benguela, à linha do caminho-de-ferro, para facilitar a transportação de mercadorias do Porto para as fábricas do grupo e vice-versa.

“Este ramal terá uma de extensão de 750 metros e será concluído em 90 dias”, garantiu o administrador.

Ainda no âmbito dos investimentos, Samuel Candundo anunciou que está previsto a aquisição de 100 vagões para engrossar o lote de equipamentos a serem utilizados na transportação das mercadorias.

Para o Presidente do Conselho de Administração do Porto do Lobito, Agostinho Felizardo, esta é uma oportunidade de restabelecer a regularidade no movimento de carga e consequentemente a arrecadação de receitas para a empresa portuária.

Por sua vez, o presidente do Conselho de Administração do CFB, Luís Teixeira,  também manifestou a sua satisfação na medida em que o facto  vai aumentar as opções no movimento de carga, já que se pretende chegar até ao Luau, província do Moxico, onde termina a extensão da linha férrea.

Com um total de 17 fábricas de produtos diversos, o grupo Carrinho conta até ao momento com cerca de 1000 trabalhadores e prevê atingir os 2.500 funcionários quando atingir a sua plenitude durante as operações.

Leia também
  • 01/12/2019 13:05:50

    Grupo Carrinho pretende implementar complexo industrial no Soyo

    Lobito - O Município do Soyo, na província do Zaire, contará com um complexo da Carrinho Indústria, semelhante ao da Catumbela, a partir de 2022, informou o administrador para indústria e negócios deste grupo empresarial, Décio Catarro.

  • 01/12/2019 12:52:31

    Governante considera Carrinho Indústria uma mais-valia para o país

    Lobito - O vice-governador de Benguela para os serviços técnicos e infra-estruturas, Leopoldo Muongo, considerou que o complexo industrial Carrinho, inaugurado neste sábado, vai ajudar Angola a tornar-se competitiva em relação aos vizinhos RD Congo e Zâmbia, numa primeira fase.

  • 22/11/2019 18:49:27

    Clientes devem mais de três mil milhões de kwanzas à EASB

    Benguela - Três mil milhões, 326 milhões, 387 mil e 286 kwanzas (3.326.387.286) é o valor global da dívida acumulada de consumo de 51 mil e 291 clientes à Empresa de Águas e Saneamento de Benguela (EASB), desde o ano de 2012, apurou hoje a Angop de fonte oficial.