Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

01 Dezembro de 2019 | 12h52 - Actualizado em 01 Dezembro de 2019 | 12h52

Governante considera Carrinho Indústria uma mais-valia para o país

Lobito - O vice-governador de Benguela para os serviços técnicos e infra-estruturas, Leopoldo Muongo, considerou que o complexo industrial Carrinho, inaugurado neste sábado, vai ajudar Angola a tornar-se competitiva em relação aos vizinhos RD Congo e Zâmbia, numa primeira fase.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benguela: Complexo industrial Carrinho

Foto: Francisco Miúdo

Em declarações à Angop, Leopoldo Muhongo justifica a sua afirmação com base no facto do complexo albergar 17 unidades fabris, produzindo localmente produtos alimentares e de higiene, de vários tipos.

O vice-governador acrescentou ainda que esta indústria vai revitalizar a actividade do Caminho de Ferro de Benguela e do Porto, dando mais vida ao Corredor do Lobito.

Na opinião do economista Carlos Rosado de Carvalho, o país precisa deste tipo de indústria para diversificar a sua economia e gerar mais empregos.

“Porém, o Estado deve melhorar o sistema de abastecimento de energia e água de forma a não faltar e também o acesso que ainda não está em perfeitas condições”, sublinhou.

Carlos Rosado fez questão de frisar também que importar matéria-prima e transformar o produto localmente já é um passo, mas considera que o desafio está na capacidade da produção local de matérias-primas para fornecimento da fábrica.

“Este tipo de indústria precisa de grandes quantidades de matérias-primas ininterruptamente e não creio que os nossos produtores tenham capacidade de corresponder pelo menos nesta fase de arranque”, acrescentou o economista.

Já o empresário Octávio Pinto acha que é necessário ter este tipo de indústria para que o camponês saiba onde vender os seus produtos e evitar que se estraguem várias quantidades como tem vindo a acontecer nos últimos tempos.

“Esta situação vai incentivar alguma juventude a voltar para os campos, porque sabem que haverá contrapartida, ao invés de se concentrarem nas cidades para fazer o trabalho de moto-táxi, por exemplo, sem conhecimento do código de estradas e provocando acidentes.

O valor investido na Carrinho Indústria, inaugurada este sábado pelo Presidente da República, João Lourenço, está avaliado em 600 milhões de dólares americanos, financiados 70 por cento pela empresa Paramount Energy SA, baseada na Suiça, 30 por capitais próprios e 10 por cento pelo Banco Keve.

O empreendimento vai proporcionar cerca de mil postos de trabalho, 90 por cento dos quais preenchidos por quadros nacionais, com perspectiva de processar 100 mil toneladas mensais de produtos diversos, entre os quais os da cesta básica.

Leia também
  • 30/11/2019 06:02:28

    Grupo empresarial Carrinho assina acordo com Porto e CFB

    Lobito - O grupo Carrinho assinou esta sexta-feira um acordo com o Porto do Lobito e o Caminho de Ferro de Benguela (CFB), nesta cidade, para dinamização do transporte de carga através das infra-estruturas destas empresas, soube a Angop.

  • 22/11/2019 18:49:27

    Clientes devem mais de três mil milhões de kwanzas à EASB

    Benguela - Três mil milhões, 326 milhões, 387 mil e 286 kwanzas (3.326.387.286) é o valor global da dívida acumulada de consumo de 51 mil e 291 clientes à Empresa de Águas e Saneamento de Benguela (EASB), desde o ano de 2012, apurou hoje a Angop de fonte oficial.

  • 20/11/2019 15:05:31

    Ministro anuncia interligação de Lomaum a rede do Huambo

    Benguela - O ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, anunciou, no município do Bocoio, província de Benguela, que decorrem estudos para interligação da barragem de Lomaum (com capacidade de 50 Megawatts) a rede eléctrica da província do Huambo, passando pelos municípios do Cubal e da Ganda.