Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

09 Abril de 2019 | 18h19 - Actualizado em 09 Abril de 2019 | 19h17

Sodiba exporta para alguns países africanos, Ásia e Europa

Luanda - Mais de cento e cinquenta mil dólares norte-americanos é o valor que a Sociedade Distribuidora de Bebidas de Angola (Sodiba) arrecada, mensalmente, com a exportação da cerveja Luandina, para alguns países da Ásia, Europa e África.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Vista parcial do interior da fábrica de cerveja Luandina.

Foto: Custodia Cinela

No mercado desde 2016, a Sodiba estabeleceu em 2018 uma relação regular de exportação  com alguns países como China (Ásia), Portugal (Europa), São Tomé e Príncipe e Burkina  Faso (África), onde  estão  disponíveis  distribuidores e equipas de vendas no terreno.

De acordo com o presidente da Comissão Executiva da  Sodiba, Luís Correia, em 2018 fizeram os primeiros carregamentos para China com um total de 15 contentores,  um volume que poderá passar para 120 até o final deste ano, com o aumento de 10  contentores/mês.

Ao falar à imprensa, à margem do workshop sobre Regras de Origem  da SADC promovido pela  Administração Geral Tributária, no quadro da preparação do País na  para adesão à Zona de Comércio Livre, informou que este ano já foram enviados  17  contentores à China.

“Estamos a enviar de três em três meses este produto, mas o objectivo é chegar aos  10  contentores mensais para China,  para que atinjamos uma media de 100 a 120 contentores ano”, avançou.

Para a  entrada no mercado  da China, a Sodiba realizou um investimento em  marketing de 250  mil dólares norte-americanos.

Na China,  a empresa está a criar equipas  de  vendas  e aplicativos para  colocar o produto  nos  pontos  de venda  em três  províncias previamente  seleccionadas, como Najingue,  Changai e  Fusó, de acordo com o gestor da Sodiba.

“Estamos  a  montar equipas de vendas e aplicativos, para  colocar  o produto no ponto de venda   em três  províncias  da China previamente  seleccionadas,  como nas  cidades  de  Najing,  Shangai  e  Fujian”, disse.

Além da China, a Sodiba, actualmente com um nível de produção de  16 mil e 500  garrafas de 33 centilitros por hora  em  três  linhas de produção,  está presente  também em Portugal, onde  são enviados dois contentores/mês  de  cerveja.

O grupo quer  atingir, até o  final deste ano,  os  300 mil dólares  norte-americanos por  mês,  com o aumento do  volume  das  exportações.

A nível de África, exporta mensalmente um contentor para  São Tomé  e Príncipe  e  Burkina  Faso.

Estão em contactos para assinatura de acordos na África  do Sul, para a exportação da cerveja Sagres produzida pela mesma sociedade.

“É um acordo  que será  celebrado entre a Sodiba a direcção da  Shopprite e  um  transportador. O objectivo é  utilizar a Shopprite para distribuição das nossas marcas a  África do Sul”,  informou Luís Correia.

Angola, de acordo com a fonte, produz 20 milhões de hectolitros de cerveja/ano, dos quais 1,5 milhões da Sodiba.

Assuntos Fábrica  

Leia também
  • 04/05/2018 18:47:52

    Aldeia Nova vai produzir 500 mil litros de óleo vegetal

    Sumbe - Uma fábrica de produção de óleo vegetal, com capacidade para produzir 500 mil litros por ano, está a ser montada no centro logístico do projecto Aldeia Nova, no município da Cela, província do Cuanza Sul, informou hoje, no Waku Kungo, o director-geral, Cob Triviski.

  • 27/02/2018 12:08:53

    Fábrica de sumos do Bocoio alavanca produção agrícola

    Benguela - As obras da fábrica de transformação de sumos de ananás, em construção desde Novembro de 2015 na comunidade rural do Alenço, município do Bocoio, em Benguela, podem ser concluídas nos próximos tempos, segundo o novo administrador local, Paulino Chimbundu Gayeta.

  • 28/10/2017 02:34:12

    Uíge: Fábrica de colchões reduz produção em 2017

    Uíge - A Fabrica de colchões localizada na cidade de Negage , 37 quilómetros a nordeste do Uíge , reduziu consideravelmente a capacidade de produção semanal , de dois mil e setecentos em 2015 , para 450 em 2017, fruto da escassez de divisas para importação de matérias primas.