Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

21 Agosto de 2019 | 21h12 - Actualizado em 22 Agosto de 2019 | 09h16

Funcionários da TAAG ponderam greve em Setembro

Luanda - Pilotos, assistentes de bordo e técnicos de manutenção da companhia nacional de bandeira (TAAG) ponderam entrar em greve, de dez dias, a partir de 5 de Setembro próximo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Desembarque de passageiros em Avião da TAAG

Foto: Lino Guimarães

Em causa estão, entre outras reivindicações, um pedido de aumento salarial em percentagens ainda não reveladas.

A informação já foi confirmada pelo presidente da Comissão Executiva da empresa, Rui Carreira, segundo o qual as partes têm estado a negociar e chegarão, certamente, a um bom termo.

“Houve sim, oficialmente, uma declaração de greve, com uma data estabelecida e um prazo de dez dias. Mas acredito que nós e o sindicato vamos chegar a um bom termo”, afirmou à imprensa na terça-feira.

Disse que para evitar a paralisação dos serviços, a Administração tem estado a explicar aos sindicatos de pilotos, de assistentes de bordo e dos trabalhadores de manutenção as reais capacidades da empresa.

Segundo Rui Carreira, muitas vezes os sindicatos pedem o que a empresa não consegue dar, daí a negociação permanente para definir números e estratégias, em puros encontros de concertação social para consensos.

“Uma coisa é certa, todo o tipo de reivindicação não deve inviabilizar a continuidade da empresa, por não fazer nenhum sentido motivar o encerramento da mesma e a perda de mais de três mil empregos”, alegou.

Pediu ponderação a todas as partes envolvidas nas negociações,  sobretudo aos pilotos, com quem disse conversarem sempre e manifestar vontade em ultrapassar o problema de forma pacífica.

O presidente da Comissão Executiva da TAAG admitiu que muitas das preocupações apresentadas pelos pilotos, em particular, são legítimas, tendo a ver com a perda real do poder de compra.

Contudo, referiu que tal reclamação afecta a todos os funcionários, só que esta classe invoca sempre razões de segurança, “porque quando vão para o ar devem estar lúcidos e sem muitas preocupações”.

“Esse problema é do país. Pois, eu não posso aumentar só o salário dos pilotos e marginalizar os outros profissionais, visto que assim não estaria a contribuir para a própria estabilidade dentro da empresa” - argumentou.

Assuntos Aviação   TAAG  

Leia também
  • 20/08/2019 19:34:25

    TAAG inaugura rota Luanda/Lagos em Outubro

    Luanda - A TAAG - Linhas Aéreas de Angola - passará a voar para Lagos, capital económica da Nigéria, a partir de Outubro deste ano, no quadro do reforço da presença em África e da expansão das suas rotas a nível do continente.

  • 14/08/2019 20:20:00

    Obras do Novo Aeroporto de Luanda retomam este ano

    Luanda - As obras de construção do Novo Aeroporto Internacional de Luanda (NAIL), paralisadas desde 2017 por razões técnicas, após rescisão do contrato com a empresa privada "China International Fund (CIF)", vão retomar ainda este ano, com previsão de conclusão em 2023.

  • 19/07/2019 01:11:29

    TAAG capacita quadros

    Luanda - Os trabalhadores da TAAG-SA, Linhas Aéreas de Angola, frequentam, durante este mês (Julho), uma acção de formação e capacitação, com o objectivo de desenvolver as competências técnicas dos seus profissionais em planeamento estratégico associado à gestão e prestação de contas.