Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

20 Setembro de 2019 | 16h00 - Actualizado em 20 Setembro de 2019 | 16h27

Jornalistas devem apoiar promoção da produção nacional

Luanda - Os jornalistas económicos angolanos devem valorizar os avanços da economia, através da divulgação de matérias que promovam a competitividade das empresas, declarou hoje o director nacional de Comunicação Institucional do Ministério da Comunicação Social, Eduardo Magalhães.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o responsável, a divulgação de factos que retratam a dinâmica da economia vai permitir aos investidores depositarem confiança no mercado, o que induzirá o aumento da produção nacional.

"As matérias económicas dão confiança aos agentes económicos", afirmou o responsável, quando discursava no encerramento do seminário de actualização para jornalistas económicos e profissionais de comunicação social promovido pela Associação dos Jornalistas Económicos Angolanos (Ajeco) e Sustentare e Consultore.

O seminário, que teve a duração de três dias, e a participação de 25 jornalistas dos órgãos públicos e privados, Eduardo Magalhães referiu que os diferentes géneros jornalísticos devem igualmente valorizar a confiança das instituições nacionais, para melhorar o funcionamento das sociedades.

Ao referir-se ao Estado angolano, afirmou que este deve reforçar o seu papel de regulador e coordenador do processo de desenvolvimento económico e que o sector privado deve ser o motor de crescimento do país.

Reconheceu os avanços registados no domínio da consolidação fiscal, com a apresentação de um saldo orçamental positivo em 2018, a redução das taxas de inflação e a normalização do mercado cambial.

Por sua vez, o membro da Ajeco Mateus Cavumbo explicou que a acção de formação teve por objectivo melhorar a compreensão da conjuntura económica, facilitar a tradução e comunicação das informações a serem divulgadas.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 20/09/2019 16:12:31

    AIA é contra venda de empresas abaixo do valor real

    Luanda - O presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, manifestou-se contra a venda de empresas do Estado a preços que não se aproximam do seu valor real.

  • 20/09/2019 15:19:43

    BAI tem disponível AKz 2 mil milhões para agricultura

    Ndalatando - Cerca de dois mil milhões de kwanzas é o valor do Banco Angolano de Investimento (BAI) tem disponível para financiar, ainda este ano, projectos de investimento, sobretudo do sector agrícola, a nível da província do Cuanza Norte.

  • 20/09/2019 15:04:44

    Trabalhadores podem adquirir 20% do capital das empresas a privatizar

    Luanda - Até 20 por cento do capital social das empresas que o Estado prevê privatizar, entre 2019 e 2022, pode ser reservado aos trabalhadores interessados em entrar na estrutura accionista, disse hoje o consultor do Instituto de Gestão de Activos e Privatizações do Estados (Igape), Júlio Londa.