Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

20 Setembro de 2019 | 13h54 - Actualizado em 20 Setembro de 2019 | 16h18

Programa de regeneração da Sonangol com foco na excelência

Luanda - A Sonangol quer tornar-se numa empresa de referência no ramo petrolífero em África, com a execução do "Programa de Regeneração", em curso, que comporta projectos para a melhoria do desempenho operacional e do posicionamento estratégico da companhia.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Josina Baião - Administradora Executiva da sonangol

Foto: Alberto Juliao

Sede da Sonangol

Foto: Pedro Parente

No âmbito do programa de regeneração, a Sonangol tem em desenvolvimento projectos no ramo da exploração e produção, refinação, gás, armazenamento, distribuição, entre outros.

Parte destes projectos tem a ver com a venda de activos da empresa, num total de 70, cujo valor a arrecadar ajudará a financiar outros projectos distribuídos por toda a cadeia de actividades do sector petrolífero.

O “Programa de Privatizações do Universo Sonangol” foi apresentado, nesta sexta-feira, em  Luanda, pela administradora executiva da Sonangol, Josina Baião, no Seminário Metodológico sobre o Programa de Privatizações, promovido pelo Govern.

Segundo Josina Baião, a Sonangol procura, com esta acção, aumentar as actividades de exploração para a identificação de mais recursos e reservas petrolíferas e o desenvolvimento de projectos voltados para a produção.

Com foco na cadeia de valor do petróleo bruto e gás natural, a Sonangol  quer ter produtos para refinar, através da instalação de uma plataforma na refinaria de Luanda e das futuras unidades a serem instaladas em Cabinda e no Lobito.

No sector do gás natural, tem em carteira o projecto denominado “ Falcão 2”, uma iniciativa preparada para a central do ciclo combinado do Soyo.

Outro projecto  a  ser  implementado, no quadro da regeneração da Sonangol, é o da instalação de  um terminal oceânico, na Barra do Dande (Bengo), que vai permitir o aumento do armazenamento de combustível e derivados, em terra.

“Boa parte do armazenamento de combustível e derivados, hoje, é flutuante, em navios, além de ser muito onerosa é limitada”, disse.

Para  a  região  leste  do País,  a  Sonangol prevê, também, instalar um ponto  de armazenamento na cidade de Saurimo.

Em termos de distribuição, o programa contempla melhorias para o sector da aviação, sobretudo, para o Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, e da fabricação de  lubrificantes, entre outros.

De acordo com Josina Baião, todas essas acções respondem à saída da Sonangol do papel de concessionária nacional.

Do ponto de vista operacional, diz estarem organizados da forma mais adequada, para o desenvolvimento da cadeia de petróleo e gás, por unidades de negócios.

Assuntos Petrolíferas  

Leia também
  • 13/09/2019 15:54:22

    BP cede 4% do interesse de participação do bloco 18

    Luanda - A multinacional petrolífera BP decidiu ceder à Sonangol 4%, dos 50% do seu interesse participativo no contrato de partilha de produção do Bloco 18 do offshore angolano.

  • 03/09/2019 17:46:15

    Blocos em licitação com sete biliões de barris estimados

    Luanda - Sete biliões de barris de hidrocarbonetos é a quantidade de ouro negro estimado nos dez blocos das bacias marítimas, em licitação nas províncias de Benguela e Namibe, pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG), concessionária nacional.

  • 02/09/2019 17:17:11

    Processo de licitações de blocos petrolíferos começa terça-feira

    Luanda - A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) inicia terça-feira, em Luanda, com o programa de licitação de blocos petrolíferos das bacias marítimas das províncias de Benguela e Namibe, para o período 2019/2025.