Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

26 Junho de 2020 | 19h25 - Actualizado em 26 Junho de 2020 | 19h25

Ministro pede eficiência do serviço prestado

Luanda - O ministro dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Azevedo, pediu hoje aos quadros do sector para que melhorem a qualidade dos serviços a serem prestados.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Segundo o governante, que falava na cerimónia de posse de novos directores recentemente nomeados, para a efectivação do trabalho com qualidade deva existir um trabalho colectivo no cumprimento das tarefas quotidianas.

Diamantino Azevedo ressaltou que o ministério deve cumprir com o seu papel no tempo e qualidade devida, fazendo com isso que as instituições por si tuteladas trabalhem dentro dos parâmetros estabelecidos.

Ressaltou a reforma a nível da macroestrutura dos sectores de recursos minerais e do sector de petróleo e gás, passando para a sua implementação dentro do novo modelo de governação visando com isso a sua imediata implementação.

Assuntos Economia  

Leia também
  • 26/06/2020 19:57:08

    Mirempet recomenda interacção entre laboratórios

    Luanda - O Ministério de Recursos Minerais e Petróleos (Mirempet) recomendou a interacção entre laboratórios nacionais, fornecimento de soluções locais e dos serviços laboratoriais existentes no país assim como a sua divulgação para o aproveitamento nas empresas.

  • 26/06/2020 13:55:34

    Produtores prevêem colher 1800 toneladas de café no Cuanza Norte

    Ndalatando - Mil e 800 toneladas de café mabuba serão colhidas na presente campanha, na província do Cuanza Norte, mais 100 em relação à colheita anterior.

  • 25/06/2020 18:43:31

    Finanças retira verbas aos incumpridores no Bié

    Cuito - As unidades orçamentadas que não cumprem, nos prazos estabelecidos, a prestação de contas das verbas a si alocadas pelo Estado, na província do Bié, deverão perder a atribuição dos valores nos próximos meses.