Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

13 Julho de 2020 | 23h16 - Actualizado em 14 Julho de 2020 | 15h34

BPC encerra agências em várias províncias do país

Luanda - Cinquenta e três agências e postos de atendimento do Banco de Poupança e Crédito (BPC) em diversas províncias do país foram encerrados esta segunda-feira, no quadro do programa de redimensionamento dessa instituição financeira angolana.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Agência do BPC na província do Moxico (arquivo)

Foto: David Dias

A informação foi fornecida à Angop pela Direcção de Marketing e Imagem do BPC, indicando que as províncias abrangidas são as de Luanda, Cunene, Cuanza Sul, Benguela, Huíla, Namibe, Cuando Cubango, Malanje, Uíge, Cabinda, Lunda Sul, Moxico e Bengo.

Esse passo marca o início do processo de despedimento de pessoal no maior banco público do país, que viu os seus activos deteriorarem-se nos últimos sete anos, com prejuízos acumulados, até dezembro de 2019, de 404,7 mil milhões de kwanzas.

Na lista publicada pelo BPC, no final de Junho, a província de Luanda aparecia com 22 agências e postos, encerrados nesta primeira fase.

Os clientes das agências e postos encerrados podem transferir as suas contas para outros postos do BPC em funcionamento nessas províncias.

Com o encerramento das agências, o BPC prevê dispensar mais de mil e 600 trabalhadores, no quadro do programa de recapitalização e reestruturação.

A direção do BPC comprometeu-se em preparar um valor na ordem dos 18 mil milhões de kwanzas para indemnizar os funcionários, de acordo com Lei Geral do Trabalho, acrescido de um prémio.

No princípio deste mês, o Sindicato Nacional dos Empregados Bancários de Angola instou a direcção do BPC a recuar na sua decisão de despedir trabalhadores.

Em comunicado de imprensa, o sindicato anunciou que pondera convocar, em breve, os trabalhadores do BPC para uma assembleia destinada à convocação de uma manifestação pacífica ou greve.

O BPC, cujo maior accionista  é o Estado angolano, com um capital de 75%, detinha o maior  número de postos de atendimento a nível do país , mais de 300.

A 17 de Abril do corrente ano, o banco  sofreu um roubo interno de 400 milhões de kwanzas, uma situação recorrente nesta unidade financeira.

Assuntos Angola  

Leia também
  • 14/07/2020 13:53:38

    Huawei anuncia resultados do primeiro semestre de 2020

    Shenzhen, China - A Huawei anunciou, na segunda-feira, receitas de 64 mil milhões de USD durante o primeiro semestre do ano, um aumento anual de 13,1%, com uma margem de lucro líquido de 9,2% (5,9 mil milhões USD).

  • 12/07/2020 10:48:01

    AGT abre praça on-line e vende 200 lotes de bens

    Luanda - A venda on-line dos 200 lotes de mercadorias diversas já decorre desde as 0 horas deste domingo, numa promoção da Administração Geral Tributária (AGT).

  • 11/07/2020 12:38:56

    Angola apoia novo programa da FAO

    Luanda - Angola manifestou o seu apoio ao novo programa e estrutura da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), que visam transformá-la numa instituição mais inclusiva, inovadora, transparente e dinâmica.