Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

16 Julho de 2020 | 10h14 - Actualizado em 16 Julho de 2020 | 11h52

Pólo da Catumbela tem nova fábrica de recipientes plásticos

Benguela - O Pólo de Desenvolvimento Industrial da Catumbela, na província de Benguela, conta com uma nova unidade de produção de recipientes (tanques) plásticos, utilizados como reservatórios de água e combustível, apurou hoje, quinta-feira, a Angop.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Município da Catumbela

Foto: Antonio Escrivao

Propriedade do grupo Amgi – comércio e prestação de serviços, a unidade industrial resulta de um investimento de cerca de dois milhões de dólares, suportados por um investidor privado.    

A fábrica iniciou a sua actividade na primeira semana do mês em curso ( Julho), estando a produzir reservatórios com capacidades que variam dos 200 aos 16 mil litros, segundo o seu director dos recursos humanos do grupo Amgi, Sérgio Rodrigues, que falava hoje à Angop.

Segundo o responsável, a capacidade instalada de produção é de 450 reservatórios/ mês, embora o actual momento económico e social do país, em função da pandemia da Covid-19, estejam a condicionar a produtividade.

“Estamos com algumas dificuldades para aquisição de matéria-prima proveniente da Ásia, nomeadamente Tailândia, China e Coreia do Sul, por dificuldades de cambiais”, disse.

Na mesma senda, afirmou terem já solicitado uma factura pró-forma a um fornecedor a partir de França, para aquisição de matéria-prima, e aguardam pela sua validação e disponibilidade da banca.  

O processo de produção, explicou, é simples e não exige muita tecnologia, utilizando-se apenas dois tipos de matéria-prima, designadamente o LL-DPE (grãos granulados de plástico) e água, remetidos num forno.

Por isso, referiu, a força de trabalho neste tipo de indústria não é muito grande, contando a fábrica actualmente com pelo menos 10 funcionários.

Relativamente aos preços dos produtos, Sérgio Rodrigues adiantou que variam em função da tipologia.

“ Os preços dos tanques para água variam entre Akz 29.925, 00 (de 200 litros) e 784 mil e 35 kwanzas (16 mil litros). Já os recipientes para combustíveis (mais resistentes) variam entre Akz 34.580 (200 litros) e 1.067.990,00 kwanzas”, disse.

A fábrica tem como mercado primário a província de Benguela, mas possui já clientes nas províncias da Huíla, Huambo e do Cuanza Sul.

Neste momento, ainda decorrem algumas obras na unidade fabril, no sentido de conformá-la à produção e demanda dos seus produtos.

Leia também
  • 15/07/2020 17:31:54

    Dezanove empresários aguardam por desembolsos em Benguela

    Benguela - Dezanove (19) operadores económicos da província de Benguela, dos 107 que inicialmente manifestaram interesse no programa de alívio económico definido pelo Executivo, aguardam que sejam feitos os respectivos desembolsos pela banca comercial, informou hoje, quarta-feira, o represente local do INAPEM, Lino Joaquim.

  • 13/07/2020 16:46:19

    Angola possui potencialidades para combater a fome - FAO

    Benguela - Angola dispõe de "exuberantes e imensuráveis" recursos hídricos e condições climatéricas favoráveis à produção agro-alimentar, o que possibilitará ao país, a curto ou médio prazo, reduzir a pobreza e combater a fome, afirmou, nesta segunda-feira, em Benguela, o conselheiro técnico da FAO, Domingos Diogo.

  • 13/07/2020 14:00:21

    Região centro prepara-se para início do RAPP

    Benguela - Cento e 38 agentes de campo das províncias de Benguela e do Cuanza Sul participam, desde hoje (segunda-feira) até 23 do corrente mês, numa acção formativa para execução, nas respectivas áreas, do Recenseamento Agro-Pecuário e Pescas (RAPP), a decorrer este ano no país.