Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Economia

21 Outubro de 2020 | 20h03 - Actualizado em 21 Outubro de 2020 | 20h02

Falta de combustível dificulta serviço de táxi em Mbanza Kongo

Mbanza Kongo - A cidade de Mbanza Kongo, capital da província do Zaire, vive uma falta de combustível (gasóleo e gasolina), situação que já se prolonga há sete dias, inviabilizando o funcionamento dos transportes públicos, com realce para os táxis.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

bombas de combustível

Foto: Angop

A equipa de reportagem da Angop constatou esta quarta-feira, que as duas únicas bombas de combustível (Sonangol e Pumangol) existentes na cidade deixaram de receber reforços há cerca de sete dias.

A mesma situação se vive nas pequenas bombas contentorizadas de agentes locais licenciados para a revenda destes derivados do petróleo, que estão também encerradas por falta do produto.

Segundo uma fonte da gerência da bomba da Sonangol, a falta de gasolina e gasóleo na cidade de Mbanza Kongo se deve ao atraso na atracagem do navio que transporta estes derivados, no porto do Soyo, de onde provêem o produto comercializado na capital da província, Mbanza Kongo.

Os funcionários públicos e privados são os que mais se ressentem com a paralisação dos táxis e moto-táxis, obrigados a caminharem longas distâncias a pé, para não falar das dificuldades que os pacientes estão a encontrar para acorrerem às unidades sanitárias.

O acesso às lavras que se encontram distantes da cidade, que em situação normal é facilitada por autocarros de transporte públicos, também ficou complicado com a falta de combustível que já é recorrente nos últimos dois meses.

Ao total estão contabilizados sete postos de abastecimento de combustível na cidade de Mbanza Kongo, sendo dois de média dimensão (Sonangol e Pumangol), ao passo que os outros são reservatórios adaptados em contentores.

Calcula-se que haja, na cidade de Mbanza Kongo, cerca de três mil moto-táxis e 450 viaturas (azul e branco) em serviço, para atender um universo de 155 mil habitantes desta urbe.

Enquanto isso, numa altura em que se vive uma falta gritante de combustível na capital da província do Zaire, no município do Soyo a Polícia de Investigação Criminal (SIC) apreendeu hoje, quarta-feira, um camião cisterna que transportava 25 mil litros de gasóleo, por tentativa de contrabando para a RDC.

De acordo com o inspector-chefe, Jorge Das Dores Cuti, que anunciou o facto, disse que o camião cisterna, que deveria transportar o combustível ao município do Tomboco, desviou-se da sua rota com os 25 mil litros de gasóleo que adquiriu na base da Sonangol-logística, nos arredores da cidade do Soyo.

Segundo a fonte, o camião cisterna, ainda com o produto, foi encontrado, horas depois, num dos estabelecimentos localizados nas margens do rio Zaire, que delimita o Soyo com a localidade de Mwanda, República Democrática do Congo (RDC).

O oficial da polícia nacional esclareceu que o referido estabelecimento não está autorizado a exercer qualquer actividade pesqueira ou comercial, facto que chamou a atenção das autoridades policiais que acorreram de imediato ao local para proceder a apreensão do combustível.

Avançou que, o produto será entregue, nas próximas horas, ao Ministério Público, que deverá decidir sobre o seu destino, assim como o motorista do camião, que também se encontra detido.

O município do Soyo partilha uma fronteira fluvial (rio Zaire) e marítima com a região do Congo Central, República Democrática do Congo.
 

 

Leia também
  • 21/10/2020 14:53:58

    Polícia impede contrabando de três toneladas de peixe seco

    Mbanza Kongo - Pelo menos 3,9 toneladas de peixe seco, que estavam a ser transportados, por vias ilegais, para a vizinha República Democrática do Congo (RDC), foram apreendidos na madrugada desta quarta-feira, pela Polícia Nacional no município de Mbanza Kongo, província do Zaire.

  • 15/10/2020 16:40:03

    SIC apreende Akz 96 milhões por transgressão cambial no Soyo

    Mbanza Kongo - Noventa e seis milhões e 500 mil kwanzas foram apreendidos quarta-feira pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC) no município do Soyo, província do Zaire, por presumível transgressão cambial e branqueamento de capitais.

  • 13/10/2020 18:14:01

    Polícia denuncia novo "modus operandis" no contrabando de combustível

    Soyo - O recurso a reservatórios de até 200 litros adaptados em porta-bagagens de viaturas, para a aquisição de grandes quantidades de combustível (gasolina e gasóleo) nas bombas, é o novo método utilizado no município do Soyo, província do Zaire, para o contrabando deste produto para a República Democrática do Congo (RDC).