Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

14 Janeiro de 2018 | 11h34 - Actualizado em 14 Janeiro de 2018 | 11h34

Huíla: Instituto privado ergue campus universitário no Lubango

Lubango - Um campus universitário vai ser construído a partir deste ano no Lubango, província da Huíla, pelo Instituto Superior Politécnico Gregório Semedo (IGS), um investimento privado que visa fortalecer a formação de quadros nos distintos cursos técnico-profissionais, no âmbito da parceria público-privada.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O facto foi anunciado hoje, à Angop, no Lubango, pelo director daquela instituição do ensino superior privado, Rui Franganito, que apesar de não revelar o investimento para à obra, referiu que representa um passo crucial para o estabelecimento de suas bases na VI Região Académica.

Declarou que vão começar a construir na segunda quinzena deste mês, permitindo que possibilite aos alunos e docentes a estudar e trabalhar em infra-estruturas dignas, iguais as que existem noutros países, disponibilizando com residências para estudantes e docentes, estruturas desportivas, uma área comercial, hotel, bancos, de entre outros equipamentos sociais.

"Já demos entrada do projecto a nível da administração municipal do Lubango e já foi aprovado. O objectivo é continuar a formar quadros que contribuam para o crescimento do país a todos níveis e o projecto enquadra-se no plano de extensão universitária e de prestar serviços às comunidades", disse.

Considerou que a construção do campus vai permitir que o IGS comece com o processo de internacionalização, pois têm bolsas destinadas a alunos de São Tomé e Cabo-verde.

"A área é enorme, terá uma bivalência, porque só no bloco A, temos 66 salas de aulas desde o rés-do-chão ao primeiro andar, com auditório, refeitórios e assegurados por 200 professores”, explicou.

Fez saber que essas obras vão aumentar a capacidade do IGS de três para dez mil estudantes, com todas as condições.

O  IGS graduou 300 estudantes em 2017, que vão desde Direito, Comunicação Social, Arquitectura, Informática, Engenharia, Gestão de Empresas e Recursos Humanos, de entre outros.

Para o presente ano académico, o instituto perspectiva ter uma oferta diversificada, não só ao nível das licenciaturas, mas também dos cursos profissionalizantes nas áreas de Gestão Portuária e Gestão Cultural e Desportiva.

Desde a sua institucionalização em 2011, já lançou mais de cinco mil licenciados no mercado de emprego.

Leia também
  • 14/01/2018 06:00:39

    Huíla: Centro profissional do CFM abre as portas em Fevereiro

    Lubango - O Centro de formação profissional do Caminho de Ferro de Moçâmedes (CFM), com equivalência de ensino médio, inaugurado em 2017, começa a ministrar aulas a partir Fevereiro próximo, garantiu sábado, no Lubango, o seu presidente do conselho de administração, Daniel Quipaxe.

  • 14/01/2018 05:30:27

    Uíge: Instituto Superior do Uíge arranca este ano com com quatro mil vagas

    Uíge - Quatro mil vagas nos cursos de Ciências Sociais e Humanas, Engenharias e Tecnologias e Ciências de Saúde foram disponibilizadas pelo Instituto Superior Privado do Uíge (ISPPU), para o presente ano académico/2018.

  • 12/01/2018 14:27:09

    Escola técnica de saúde corta sete cursos no currículo

    Lubango - As limitações de espaço e a falta de professores impede a Escola Técnica Profissional de Saúde (ETPS) do Lubango, na Huíla, de receber novos estudantes para os cursos de saúde ambiental, fisioterapia, radiologia, estatística médica, estomatologia, ortoprotosia e nutrição no presente ano lectivo.