Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

12 Fevereiro de 2018 | 19h30 - Actualizado em 13 Fevereiro de 2018 | 13h22

Angola ganha 20 mil novos professores

Luanda - Vinte mil novos professores nacionais serão admitidos este ano, em Angola, no quadro de uma iniciativa do Presidente da República, João Lourenço, anunciou hoje, em Luanda, o Ministério da Educação.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Alunos do complexo escolar do I e II ciclo do Oulondelo, no Cunene

Foto: José Cachiva

Em comunicado, a instituição informa que a medida surge na sequência da constatação de que os subsistemas de ensino Pré-escolar, Geral, Formação de Professores, Técnico Profissional e Educação de Adultos têm um défice de pelo menos 56 mil professores.

A lacuna, refere o documento, deve-se a não contratação de novos professores nos últimos três anos, devido a crise financeira e económica por que passa o país.

A orientação da "imediata contratação" de novos professores foi transmitida ao Governo da Província de Luanda, a 09 de Fevereiro, no final de uma visita de trabalho de dois dias realizada pelo Presidente da República.

A orientação da “imediata contratação” de novos professores foi transmitida ao Governo da Província de Luanda no pretérito dia 9 de Fevereiro, no final de uma visita de trabalho de dois dias realizada pelo Presidente da República.

O Presidente da República, no seu discurso de abertura do ano lectivo, no dia 1 de Fevereiro, na cidade de Moçâmedes, assumiu publicamente o compromisso de instruir o Executivo a trabalhar com grupo parlamentar do MPLA no sentido de aumentar as verbas do OGE/ 2018 destinadas aos sectores da Educação e Saúde.

Pesaram na iniciativa presidencial, por um lado, o facto cerca de dois milhões de crianças correrem o risco de ficar fora do sistema escolar, e a necessidade do enquadramento dos cerca de 13 mil professores que o País forma anualmente.

O comunicado do Ministério da Educação realça como “grande desafio” que urge equacionar a qualidade dos professores formados, principalmente nas disciplinas cruciais de Língua Portuguesa e Matemática.

Em relação a este aspecto particular, o Ministério da Educação sublinha que Angola “necessita ainda de recorrer à cooperação estrangeira especializada” no ensino da Pedagogia e Didáctica destas disciplinas.

A medida, de acordo com o comunicado, visa “colmatar as reconhecidas lacunas” existentes nessas disciplinas, no seio dos professores e, consequentemente, dos alunos.

O Ministério da Educação faz ainda alusão às “altas taxas de abandono” dos professores, a nível dos municípios e comunas mais recônditas, alegadamente por falta de condições de vida.

“O Ministério tem resolvido a questão advogando junto dos Governos Provinciais e Administrações locais no sentido de estes disponibilizarem as referidas condições”, assinala o comunicado.

A reposição do subsídio de diuturnidade figura igualmente entre outras medidas em estudo e negociação com as autoridades competentes, segundo esclarece o Ministério da Educação, no seu comunicado.

Assuntos Angola   Educação   Professores  

Leia também
  • 08/11/2018 17:08:38

    Academia regula estratégias de intervenção de sectores produtivos

    Luena - As reflexões e resultados produzidos pelas actividades académicas promovidas pelos estabelecimentos de ensino superior no Moxico podem contribuir na regulação das estratégias de intervenção nos diversos sectores produtivos e institucionais da vida social dos habitantes locais, o director geral do Instituto Superior Politécnico Privado Walinga (ISPPW) do Moxico, Albano Freitas Sapalo.

  • 08/11/2018 17:02:19

    Huíla acolhe 1º Congresso Internacional de Educação Primária

    Lubango - A província da Huíla acolhe de 21 a 23 de Novembro do ano em curso, na cidade do Lubango, o 1º Congresso Internacional de Educação Primaria sob o signo Repensar a Escola Primaria: Desafio da Globalização, numa iniciativa do Instituto Superior Politécnico Independente (ISPI).

  • 08/11/2018 12:20:40

    Finalistas do Liceu do Tuku expõem produtos diversos

    Mbanza Kongo - Uma exposição de produtos diversos feitos de material reciclado como papelão, latas, bordão e cartolina por 127 finalistas do Liceu do Tuku, município de Mbanza Kongo, província do Zaire, está desde terça-feira, patente nesta instituição do II ciclo de ensino secundário.

  • 05/11/2018 13:40:26

    MESCTI reitera aposta na qualidade

    Luanda - A melhoria da rede de Instituições de Ensino Superior (IES), o aumento de cursos e de graduados, bem como a qualidade do ensino ministrado, com o reforço da qualidade de mestres e doutores, foi hoje, segunda-feira, realçada como uma das apostas do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI).