Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

17 Maio de 2018 | 14h29 - Actualizado em 17 Maio de 2018 | 14h26

Comunidade académica do Uíge consternada com morte de Dissengomoka Alexandre

Uíge - Os docentes e estudantes do ISCED do Uíge e Universidade Kimpa Vita manifestaram hoje, quinta-feira, a sua consternação pela morte do catedrático Dissengomoka Sebastião Alexandre, ocorrida nesta terça-feira, vítima de morte súbita.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em mensagem de condolência a que a Angop teve acesso, a Associação de Estudantes da Universidade Kimpa Vita indica que a morte de Dissengomoka Sebastião Alexandre deixa um grande vazio no seio da comunidade universitária local e não.

Já a reitoria da Universidade Kimpa Vita,  refere que  o professor Dissengomoka Sebastião Alexandre foi um intelectual de mérito, respeitado e admirado pelos seus colegas e estudantes, contribuindo com o seu saber pela formação do homem novo.

“O seu desaparecimento físico constitui uma grande perda para a academia e para as ciências pedagógicas desta região de Angola”, lê-se na missiva.

Por sua vez a direcção do ISCED local, lamenta a morte do seu docente, acrescentando que prestou sempre o seu saber, com carisma e disponibilidade.

Dissengomoka Alexandre, 65 anos de idade, leccionava as cadeiras de Psicologia do 1º a 4º Ano no Isced/Uíge, onde era regente do mesmo curso. Coordenou  igualmente a Ordem dos Psicólogos na região norte de Angola.

Foi autor de 65 publicações classificadas em brochuras, livros e artigos e as suas pesquisas sobre os mundos profundos.

Entre as suas obras destacam-se “Metodologia de investigação aplicada à Educação”, “Psicanálise africana ou bruxaria”, “ Intervenção psicológica”, Psicologia escolar e probabilidade de aprendizagem”, “ Psicologia da enfermagem e marburg”, “ orientação escolar e profissional em Angola”, “ Necessidade da educação sexual nas escolas de Angola”,  entre outros.

Dissengomoka Sebastião Alexandre deixou igualmente uma obra discográfica intitulada “Mundo Complicado”, com oito faixas musicais cantadas em português, Kikongo e Lingala, lançado a 19 de Novembro de 2013.

Os restos mortais professor catedrático vão enterrar no dia 19 deste mês, sábado,  na sua terra natal, Kibocolo, município de Maquela do Zombo.

Leia também
  • 15/05/2018 18:06:38

    Educação encoraja alunos a explorar recursos e oportunidades

    Lubango - A necessidade de os professores encorajarem os alunos a explorarem os recursos e oportunidades locais e a compreensão de que a escolha de uma profissão pode significar a criação de um negócio próprio foi defendida hoje, terça-feira, no Lubango, pelo chefe do departamento provincial da Educação e Ensino, Avelino Satende.

  • 15/05/2018 17:11:59

    IMAG necessita de 30 professores para abertura de aulas no período nocturno

    Mbanza Kongo - O Instituto Médio de Administração e Gestão (IMAG) de Mbanza Kongo, província do Zaire, necessita de 30 novos professores para a abertura de aulas no período nocturno, informou hoje, terça-feira, o director desta instituição escolar, Afonso Kalufuilawoko.

  • 15/05/2018 10:25:58

    Responsável destaca papel do professor na formação do homem

    Soyo - O professor é um autêntico combatente incansável que não poupa esforços na formação integral do homem considerou hoje, terça-feira, no Soyo, província do Zaire, o administrador municipal adjunto para o sector político, económico e social, José Nsuca Londa.