Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

17 Maio de 2018 | 14h29 - Actualizado em 17 Maio de 2018 | 14h26

Comunidade académica do Uíge consternada com morte de Dissengomoka Alexandre

Uíge - Os docentes e estudantes do ISCED do Uíge e Universidade Kimpa Vita manifestaram hoje, quinta-feira, a sua consternação pela morte do catedrático Dissengomoka Sebastião Alexandre, ocorrida nesta terça-feira, vítima de morte súbita.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Em mensagem de condolência a que a Angop teve acesso, a Associação de Estudantes da Universidade Kimpa Vita indica que a morte de Dissengomoka Sebastião Alexandre deixa um grande vazio no seio da comunidade universitária local e não.

Já a reitoria da Universidade Kimpa Vita,  refere que  o professor Dissengomoka Sebastião Alexandre foi um intelectual de mérito, respeitado e admirado pelos seus colegas e estudantes, contribuindo com o seu saber pela formação do homem novo.

“O seu desaparecimento físico constitui uma grande perda para a academia e para as ciências pedagógicas desta região de Angola”, lê-se na missiva.

Por sua vez a direcção do ISCED local, lamenta a morte do seu docente, acrescentando que prestou sempre o seu saber, com carisma e disponibilidade.

Dissengomoka Alexandre, 65 anos de idade, leccionava as cadeiras de Psicologia do 1º a 4º Ano no Isced/Uíge, onde era regente do mesmo curso. Coordenou  igualmente a Ordem dos Psicólogos na região norte de Angola.

Foi autor de 65 publicações classificadas em brochuras, livros e artigos e as suas pesquisas sobre os mundos profundos.

Entre as suas obras destacam-se “Metodologia de investigação aplicada à Educação”, “Psicanálise africana ou bruxaria”, “ Intervenção psicológica”, Psicologia escolar e probabilidade de aprendizagem”, “ Psicologia da enfermagem e marburg”, “ orientação escolar e profissional em Angola”, “ Necessidade da educação sexual nas escolas de Angola”,  entre outros.

Dissengomoka Sebastião Alexandre deixou igualmente uma obra discográfica intitulada “Mundo Complicado”, com oito faixas musicais cantadas em português, Kikongo e Lingala, lançado a 19 de Novembro de 2013.

Os restos mortais professor catedrático vão enterrar no dia 19 deste mês, sábado,  na sua terra natal, Kibocolo, município de Maquela do Zombo.

Leia também
  • 08/11/2018 17:08:38

    Academia regula estratégias de intervenção de sectores produtivos

    Luena - As reflexões e resultados produzidos pelas actividades académicas promovidas pelos estabelecimentos de ensino superior no Moxico podem contribuir na regulação das estratégias de intervenção nos diversos sectores produtivos e institucionais da vida social dos habitantes locais, o director geral do Instituto Superior Politécnico Privado Walinga (ISPPW) do Moxico, Albano Freitas Sapalo.

  • 08/11/2018 17:02:19

    Huíla acolhe 1º Congresso Internacional de Educação Primária

    Lubango - A província da Huíla acolhe de 21 a 23 de Novembro do ano em curso, na cidade do Lubango, o 1º Congresso Internacional de Educação Primaria sob o signo Repensar a Escola Primaria: Desafio da Globalização, numa iniciativa do Instituto Superior Politécnico Independente (ISPI).

  • 08/11/2018 12:20:40

    Finalistas do Liceu do Tuku expõem produtos diversos

    Mbanza Kongo - Uma exposição de produtos diversos feitos de material reciclado como papelão, latas, bordão e cartolina por 127 finalistas do Liceu do Tuku, município de Mbanza Kongo, província do Zaire, está desde terça-feira, patente nesta instituição do II ciclo de ensino secundário.

  • 03/11/2018 15:29:15

    Cooperação francesa realiza tournê "Eferveciências" em Angola

    Luanda - Uma tournê de conferências-espectáculos académica realiza-se de 6 a 9 de Novembro, em quatro províncias do País, no âmbito do inovador projecto "Eferveciências" (Effervesciences), a ser ministrada pelo pesquisador francês Richard Eastes, numa iniciativa da cooperação francesa em Angola, soube hoje (sábado) a Angop.