Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

08 Junho de 2018 | 11h02 - Actualizado em 08 Junho de 2018 | 11h02

Instituto Superior Politécnico de Cabinda clama por laboratórios

Cabinda - A exiguidade de laboratórios para as aulas práticas e o não pagamento dos subsídios de formação, de pesquisa e de apresentação de tese constam entre os principais transtornos no Instituto Superior Politécnico de Cabinda, instituição afecta a Faculdade de Medicina da Universidade 11 de Novembro.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A instituição, de acordo com a sua directora, Justina Buta Banganga, que falava à imprensa no final de uma visita do governador provincial, conta apenas com quatro laboratórios para os quatro cursos práticos e necessita ainda de um hospital universitário.

Justina Banganga apontou ainda a necessidade da criação de condições de alojamento para os docentes cubanos e meios de transportes.

Por seu turno, o governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, pediu a colaboração da direcção do instituto, dos docentes e estudantes para a materialização da sua estratégia de governação, que visa melhorar as condições de saúde das populações.

Sobre as principais dificuldades que lhe foram apresentadas, o governador não fez promessas, mas afirmou que o governo fará tudo para ultrapassar algumas que estiver ao seu alcance, por forma a melhorar a qualidade do ensino e aprendizagem no Instituto Superior Politécnico de Cabinda.

O Instituto Superior Politécnico de Cabinda foi criado em 2011, com um curso de enfermagem e actualmente conta com quatro cursos: Enfermagem, Psicologia Clínica, Analises Clínicas e Engenharia Florestal.

Conta com um universo de 1.293 estudantes, 74 docentes dos quais 46 estrangeiros de nacionalidade cubana e 28 nacionais. Conta com um suporte de 58 funcionários não docentes.

Em termo de infra-estruturas tem 12 salas de aula, quatro laboratórios, uma biblioteca, uma clínica escola, uma sala de serviços intensivos, enfermagem e primeiros socorros.

 

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 03/05/2018 10:32:31

    Alunos na Beira Nova estudam em escola precária

    Cabinda - Duzentos e oitenta e um alunos do ensino primário na localidade da Beira Nova, comuna de Dinge, município de Cacongo, estudam numa escola de duas salas de aulas em avançado estado de degradação.

  • 25/01/2018 16:29:57

    Mais de dois mil alunos no ensino especial em Cabinda

    Cabinda - Dois mil e quatrocentos alunos estão matriculados, neste ano lectivo, no subsistema de ensino especial da província de Cabinda informou hoje, quinta-feira, o secretário local da Educação, Ciência e Tecnologia, Ernesto André.

  • 24/01/2018 11:57:22

    Educação em Cabinda recebe 28 salas de aula para ano lectivo 2018

    Cabinda - O Conselho Provincial das Associações de Pais e Encarregados de Educação de Cabinda vai entregar 28 salas de aula a Secretaria Provincial da Educação, no presente ano lectivo, anunciou hoje, quarta-feira, o presidente da agremiação, Mateus Nhanga.