Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

13 Junho de 2018 | 11h10 - Actualizado em 13 Junho de 2018 | 11h10

Governo retoma construção de escolas

Ndalatando - O governo provincial do Cuanza Norte retomou, neste II trimestre, as obras de construção de oito das 11 escolas com 152 salas de aulas, que se encontravam paralisadas há mais de quatro anos.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Cuanza Norte: Governo retoma construção de escolas paralisadas há mais de quatro anos

Foto: Edilson Lourenço

O facto foi anunciado à imprensa hoje, quarta-feira, pelo director provincial do Gabinete de Estudos, Planeamento e Estatística (GEPE) do governo provincial, Ednildo Mateus Neto, esclarecendo que as obras retomaram recentemente o seu curso normal, na sequência de uma cabimentação do orçamento geral do Estado atribuída à província.

O responsável teceu que, com a conclusão das obras, a província prevê inserir no sistema normal de ensino 14 mil novos alunos no próximo ano lectivo.

Entre as empreitadas retomadas, Ednildo Mateus Neto destacou a ampliação da Escola Superior Politécnica do Cuanza Norte com 14 novas salas de aulas, um anfiteatro e áreas administrativas, a conclusão de uma escola do I ciclo com 20 salas de aulas no bairro Sassa, na cidade de Ndalatando, a par da finalização da construção de novas unidades de ensino nos municípios de Ambaca e Cambambe.

A continuidade das obras é resultado da cabimentação recente ao governo do Cuanza Norte a partir do orçamento geral do Estado (OGE), de uma verba de quatro mil milhões, 979 milhões e 149 mil kwanzas, correspondente a 16 por cento do orçamento previsto para a província no presente ano, que é de 26 mil milhões, 966 milhões, 777 mil Kwanzas.

O sector da Educação do Cuanza Norte tem matriculados no presente ano lectivo, cento e cinquenta e cinco mil, 728 alunos, distribuídas em 400 escolas que albergam um universo de 1.556 salas, com aulas garantidas por três mil 411 professores.

Leia também