Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

21 Setembro de 2019 | 17h29 - Actualizado em 21 Setembro de 2019 | 18h01

Sector da Educação vai recrutar 489 novos professores

Benguela - Quatrocentos e 89 novos professores serão recrutados ainda este ano, na província de Benguela, no âmbito do próximo concurso público de admissão ao sector da Educação, para possibilitar o ingresso de um maior número de crianças ao sistema de ensino, soube-se hoje, nesta cidade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Professores em acção de capacitação (arquivo)

Foto: Joaquim Tomás

Segundo o director do Gabinete Provincial da Educação de Benguela, Evaristo Calopa Mário, que falava à imprensa, a prioridade vai recair para o recrutamento de professores para o ensino primário.

Em função dessa aposta, disse, vai se dar primazia aos docentes que tenham agregação pedagógica feita nas escolas especializadas, quer seja licenciados ou técnicos médios.

Explicou que isso acontece porque, por via do concurso, pretende-se proceder ao adequado enquadramento desses docentes, de acordo com o perfil de formação, com prioridade para os especialistas em ensino primário.

Contudo, referiu, excepcionalmente, serão também recrutados professores para os subsistemas de formação de professores e do ensino técnico profissional, naquelas áreas em que ainda contam com o concurso de mão-de-obra expatriada, nomeadamente o recrutamento de engenheiros, médicos e enfermeiros licenciados.

No último concurso público de admissão ao sector da Educação na província de Benguela, realizado em 2018, foram admitidos 1.373 novos professores.

Pelo menos 930 mil e 457 alunos do ensino primário e secundário frequentam o presente ano lectivo em 1.276 estabelecimentos públicos, privados e comparticipados desta província.

Duplo vínculo com os dias contados

Relativamente aos professores detectados com duplo vínculo laboral, Evaristo Calopa Mário adiantou que os quadros nessa condição terão de definir onde pretendem ficar.

Caso não se definam, enfatizou, de acordo com a lei, serão instaurados processos disciplinares que vão culminar em demissão.

Quanto aos docentes que trabalham no regime de part-time, informou que há um trabalho em curso para análise da situação desses agentes. No entanto, disse que vai se privilegiar por manter aqueles que leccionam disciplinas com carência de professores, até que se recrutem quadros que possam trabalhar a tempo integral.

Leia também
  • 18/09/2019 16:16:44

    Mais de 500 alunos da Bolonguera estudam debaixo de árvores

    Benguela - Quinhentas e nove crianças, da iniciação à 4ª classe, da comuna da Bolonguera, a 65 quilómetros da sede do município do Chongoroi, na província de Benguela, estudam debaixo de árvores por falta de salas de aulas, informou, hoje, o responsável local da Educação, Fernando Chingui.

  • 10/09/2019 11:50:00

    Falta de energia condiciona aulas em três escolas de Benguela

    Benguela - Dois mil e 963 estudantes do ensino nocturno das escolas do I ciclo, 10 de Fevereiro, BG - 1109 e BG - 1041, localizadas na cidade de Benguela, estão privados de aulas há mais de 30 dias, devido a cortes no fornecimento de energia eléctrica, apurou hoje, terça-feira, a Angop.

  • 08/09/2019 19:59:24

    Mais de 560 mil cidadãos alfabetizados em Benguela desde 2007

    Benguela - Quinhentos e 60 mil e 286 cidadãos maiores de 15 anos de idade, dos quais 396 mil e 442 mulheres, foram alfabetizados desde 2007 até a presente data, na província de Benguela, no âmbito do Programa de Alfabetização e Aceleração Escolar.