Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Educação

27 Outubro de 2020 | 16h05 - Actualizado em 27 Outubro de 2020 | 16h35

Covid-19:Educação quer envolvimento das administrações municipais

Golungo Alto - O secretário de Estado para o Ensino Pré-escolar e Primário, Pacheco Francisco, pediu o engajamento das administrações municipais no reforço das condições de biossegurança nas escolas.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

O responsável, que falava aos jornalistas no final de uma visita de constatação nas escolas da província do Cuanza Norte, admitiu não ser possível só o Ministério da Educação assegurar as condições de biossegurança nas 18 mil e 279 escolas existentes no país, razão pela qual solicita a intervenção das administrações municipais.

 “É preciso que se reforce o material gastável todos os meses, para que não haja falhas”, sublinhou.

Pacheco Francisco reafirmou o compromisso do Governo em tudo fazer para continuar a melhorar as condições de biossegurança nas escolas, para evitar contágios por Covid-19.

Indicou que o Ministério da Educação não vê necessidade de anulação do ano lectivo, apesar do aumento vertiginoso do número de casos da Covid-19.

Por seu turno, o director do Gabinete Provincial da Educação do Cuanza Norte, Manuel Miguel Lourenço, reconheceu haver ainda, em algumas escolas, debilidades em termos de material de biossegurança, sobretudo as financeiramente dependentes das administrações municipais.

Acrescentou que os administradores municipais estão sensibilizados neste sentido para a criação de condições de biossegurança em todas as escolas das suas áreas de jurisdição.

A província do Cuanza Norte tem matriculados, neste ano lectivo, 171 mil, 545 alunos da iniciação a 13ª classe em 407 escolas. Cinco mil, 554 professores assguram as aulas.

Durante a sua estada, inteirou-se das condições criadas em escolas primárias, do I e II ciclos do ensino secundário dos municípios do Lucala, Cazengo e Golungo Alto.

Leia também
  • 19/10/2020 22:02:48

    BNI financia construção de escola em Caculo-Cabaça

    Luanda - Uma escola primária está em construção na localidade de Caculo-Cabaça, município da Banga, província do Cuanza Norte, numa iniciativa do Banco de Negócio Internacional (BNI).

  • 19/10/2020 16:53:32

    Presença de pais marca regresso às aulas

    Luanda - A presença de pais e encarregados de educação nas escolas marcou o primeiro dia do retorno às aulas dos alunos da 7ª, 8ª, 10ª e 11ª classes do I e II ciclo do ensino secundário.

  • 13/10/2020 15:53:18

    Covid-19: Cuanza Norte testa professores

    Ndalatando - Após o rastreio dos docentes provenientes de Luanda, o Gabinete Provincial da Educação, em parceria com o sector da Saúde, procede, a partir desta terça-feira, a testagem massiva dos professores.