Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

08 Novembro de 2018 | 16h37 - Actualizado em 05 Novembro de 2018 | 18h06

Indonésia faz auditoria da Lion Air após acidente de avião com 189 pessoas

Jacarta - O governo da Indonésia iniciou uma "auditoria especial" da companhia aérea nacional de baixo custo Lion Air depois do acidente ocorrido há uma semana com um dos seus aviões, no qual havia 189 pessoas a bordo e não deixou sobreviventes.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira da Indonésia

Foto: Pesquisa

O ministro dos Transportes da Indonésia, Budi Karya Sumadi, disse nesta segunda-feira que a Direcção geral de Transporte Aéreo já começou a revisão dos procedimentos operacionais e as qualificações da tripulação da companhia aérea como parte da auditoria.

"Não são mais que acções preventivas que servirão como uma valiosa lição para melhorar", disse Budi durante uma reunião em Jacarta de representantes institucionais com familiares das vítimas do acidente do Boeing 737 Max 8 no Mar de Java.

A auditoria se junta à inspecção dos 11 aviões deste modelo, que caiu pouco depois de decolar da capital indonésia e que são operados no arquipélago pelas companhias aéreas Lion Air (10 aeronaves) e Garuda Indonésia (um avião).

O director do Comité Nacional de Segurança nos Transportes (KNKT, na sigla em indonésio), Soerjanto Tjahjono, disse que o avião acidentado registou problemas com o indicador de velocidade aerodinâmica nos seus quatro últimos voos, segundo a caixa-preta que grava os parâmetros da aeronave.

A KNKT pediu à Boeing e às autoridades de segurança aérea dos Estados Unidos, onde fica a sede da fabricante, que tomem as "acções necessárias" para prevenir que acidentes similares voltem a ocorrer, em alusão ao funcionamento do indicador de velocidade aerodinâmica.

Até o momento, a companhia aérea só confirmou que o avião acidentado registou problemas técnicos que foram solucionados antes que o mesmo voltasse a decolar no dia do acidente, na segunda-feira passada.

O piloto do avião acidentado, que somava cerca de 6 mil horas de voo, pediu para retornar ao aeroporto de Jacarta pouco antes do acidente.

Os especialistas do KNKT emitirão um relatório preliminar com os dados da caixa-preta referentes a um mês desde a data em que foi achada, na quinta-feira passada.

Além disso, as equipas de busca ainda rastreiam o leito marinho à procura do dispositivo que grava as conversas na cabine.

Assuntos Aviação  

Leia também
  • 01/11/2018 10:38:56

    Caças interceptam jatos russos no espaço aéreo do Reino Unido

    Londres - Caças britânicos interceptaram nesta quarta-feira (31) um número não revelado de aeronaves militares russas que voavam muito próximo ao limite do espaço aéreo do Reino Unido sem solicitar autorização, informou o site da rede inglesa de televisão SkyNews.

  • 31/10/2018 19:02:15

    Afeganistão: Queda de helicóptero do exército mata 25 pessoas

    Herat (Afeganistão) - Vinte e cinco pessoas, incluindo o presidente do conselho provincial de Farah, morreram após a queda nesta quarta-feira, de um helicóptero do exército afegão na região oeste do país.

  • 31/10/2018 12:43:04

    Rússia quer retomar voos espaciais tripulados em Dezembro

    Moscovo - A Rússia deseja retomar os voos tripulados para a Estação Espacial Internacional (ISS) em 3 de Dezembro, após o fracasso do lançamento de um foguete Soyuz que obrigou dois astronautas a retornar à Terra.