Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

17 Maio de 2018 | 13h52 - Actualizado em 17 Maio de 2018 | 13h52

Inaugurado Fórum Económico de Astana para debater tendências mundiais

Astana - O Cazaquistão inaugurou hoje uma cúpula económica de três dias onde reconhecidos políticos, cientistas e analistas interpretarão as tendências mundiais e preverão como estas afectarão o mundo, e o lugar do Cazaquistão no globo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

"O mundo está mudando numa velocidade incrível e mais uma vez está em uma bifurcação. Onde girar depende do que a humanidade espera: uma era de prosperidade ou um período de estagnação", disse o presidente cazaque, Nursultan Nazarbayev, durante a abertura do 11º Fórum Económico Astana: Cúpula de Desafios Globais (AEF).

Cerca de 450 políticos, cientistas, economistas, jornalistas e outros profissionais de 24 nacionalidades participarão de quase cem sessões e mesas-redondas programadas para hoje e amanhã e reunirão no sábado para conversações a portas fechadas.

Entre os oradores estarão o co-fundador da Apple Steve Wozniak, o ex-presidente francês Francois Hollande, o ex-secretário geral da ONU Ban Ki-Moon, o físico e futurólogo Michio Kaku e o ex-economista chefe da Goldman Sachs e criador do Brics, Jim O'Neil.

Cerca de 5.000 delegados de 80 países se inscreveram para escutar os debates de dezenas dos melhores pensadores e a elite profissional sobre as tendências económicas mundiais com vistas ao desenvolvimento sustentado.

O fórum abordará 11 temas de economia global como são: Economia Unificada, Estratégia global, Urbanização, Sustentabilidade, Energia limpa, Singularidade, Mundo digital, O futuro do dinheiro, Segurança global, Uma nova humanidade e Longevidade.

Os organizadores de AEF disseram que a Cúpula de Desafios Globais se tornará num elemento-chave do processo de tomada de decisões estratégicas da nação centro-asiática nos próximos anos.

Reuniões como a AEF são parte da estratégia 2050 elaborada por Nazarbayev, um projecto que procura colocar o país entre as 30 economias mais importantes do mundo.

Assuntos Economia  

Leia também