Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Internacional

12 Julho de 2018 | 17h50 - Actualizado em 12 Julho de 2018 | 17h50

Vaticano sem protesto contra agressão à núncio na Nicarágua

Cidade do Vaticano - O Vaticano não apresentará um protesto formal à Nicarágua depois da agressão sofrida pelo seu núncio nesse país, anunciou hoje o secretário de Estado da Santa Sé.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Bandeira do Vaticano

Foto: Pesquisa


Email A receber  2142 Itens  
 Opções
 
Localizar Alguém
Email Calendário Contatos Tarefas Pastas Públicas
Vaticano sem protesto contra
Domingos Simeao
Ações
Para:
 Joao Nobre 
 
quinta-feira, 12 de julho de 2018 15:58
Vaticano: Vaticano sem protesto contra agressão à núncio na Nicarágua

Cidade do Vaticano, 12/07 (angop) - O Vaticano não apresentará um protesto formal à Nicarágua depois da agressão sofrida pelo seu núncio nesse país, anunciou hoje o secretário de Estado da Santa Sé.

"O núncio soube administrar muito bem a situação. Não protestaremos", informou o cardeal Pietro Parolin, em declarações ao canal católico italiano TV 2000.

Na segunda-feira, centenas de seguidores do presidente Daniel Ortega e paramilitares sitiaram e agrediram líderes católicos na cidade de Diriamba, no sudoeste da Nicarágua, num recrudescimento da violência que já deixou 260 mortos em quase três meses de protestos contra o governo.

Os seguidores do governo invadiram com violência a Basílica de San Sebastián, em Diriamba, onde eclesiásticos tinham chegado para apoiar um grupo de manifestantes, que se entrincheiravam no domingo no local para se proteger do assédio às forças governistas.

"Não queremos mais bloqueios de vias", "assassinos", "mentirosos", "filhos da p..", repetiam os partidários do governo em agressões dirigidas à comitiva de religiosos, liderada pelo cardeal Leopoldo Brenes e pelo núncio Stanislaw Waldemar Sommertag, após  chegar a Diriamba.

Os religiosos foram cercados por partidários do governo, ao chegar ao templo, enquanto nos arredores havia dezenas de paramilitares.

Quando os sacerdotes conseguiram abrir caminho no meio da multidão para entrar na igreja, foram agredidos fisicamente pelos paramilitares e pela multidão sandinista.

A Igreja Católica, que media o diálogo entre o governo e a Aliança Cívica, propôs antecipar as eleições de 2021 para Março de 2019 a fim de sair da turbulência que envolve o país desde que os protestos começaram, em 18 de Abril.
 

Assuntos Religião  

Leia também
  • 03/07/2018 16:37:04

    Papa Francicco suspende audiências gerais de Julho

    Cidade do Vaticano - O papa Francisco suspendeu as audiências gerais das quartas-feiras durante o mês de Julho, bem como as missas matinais privadas em Santa Marta, anunciou hoje o Vaticano.

  • 28/06/2018 18:03:24

    Papa insta cardeais a servir os vulneráveis

    Vaticano - O papa Francisco exortou hoje (28) os cardeais a "não se sentirem superiores a ninguém" e a servir os mais vulneráveis, como os toxicodependentes, os pobres ou os presos.

  • 28/06/2018 15:26:35

    Papa Francisco aceita renúncia de mais dois bispos chilenos

    Cidade do Vaticano - O papa Francisco aceitou nesta quinta-feira a renúncia de mais dois bispos chilenos, dando continuidade às sanções à hierarquia da Igreja chilena acusada de encobrir ou ignorar os abusos sexuais de menores.