Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

27 Abril de 2018 | 22h46 - Actualizado em 27 Abril de 2018 | 22h07

Angola: Movimentos literários juvenis dão passos positivos

Luanda - O escritor e poeta angolano Lopito Feijó reconheceu nesta sexta-feira, em Luanda, que os movimentos jovens de literatura têm contribuído, nos últimos anos, para o surgimentos de novos talentos e o crescimento intelectual desta camada da sociedade.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Escritor lopito feijó quando falava à imprensa

Foto: Fotos de Francisco Miudo

O escritor fez estas declarações durante um encontro literário denominado “ Conversa com os leitores”, que decorreu no Memorial António Agostinho Neto (MAAN).

Para  Lopito  Feijó,  o surgimento da  Brigada Jovem de Literatura (BJL),  da  Lev' Arte, do Vianensse e do  Berço Literário de Cacuaco, contribuiram para que os jovens ganhassem o interesse pelos textos literários e o seu desenvolvimento intelectual.

 Estes movimentos, de acordo com o poeta angolano, permitiram também  o afastamento  de  jovens  de  vários  vícios, com  destaque para o  uso de  bebidas álcoolicas e drogas.

Desta  feita, Lopito Feijó  defendeu maior divulgação destes  movimentos para que mais  jovens adiram a estas brigadas  e surjam mais pessoas a lerem e a escreverem. 

Tocando na  questão do  actual  contexto financeiro do país, referiu  que a crise também  afectou o crescimento do mercado literário, tendo  avançado  estar  cada  vez mais difícil adquirir um livro.

Para  os  escritores aspirantes,  Lopito  Feijó  aconselhou  a  realização de pesquisas, com base  na leitura,  bem como a troca de impressões  com outros  especialistas do ramo há  muito  tempo no mercado, para que se tornem  bons  autores.

Lopito Feijó  que nasceu em Malanje,  em 1963, para além de poeta e ensaísta e crítico literário, conta com obras  intituladas “Doutrina”,   “Rosa Cor de Rosa”,  “Angolanos”,  “Carta de Amor” e “ Meditando”.

Assuntos Literatura  

Leia também
  • 26/04/2018 02:01:34

    Apresentado livro "Correntes da Utopia" em Portugal

    Lisboa (Da correspondente) - A obra poética "Correntes da Utopia" do angolano António Baptista, um retrato da sociedade angolana abordado em diversas vertentes, foi quarta-feira, apresentada ao público, na casa de Angola, em Lisboa, pela editora Cultiva Livros.

  • 24/04/2018 05:13:37

    Benguela: Movimento Shalom abre Semana do Livro

    Benguela - Uma exposição de 250 obras escritas de várias tipologias marcou esta segunda-feira a abertura da "Semana do Livro 2018", no Colégio Laura Vicunã, arredores da cidade de Benguela.

  • 23/04/2018 15:32:44

    Biblioteca Nacional expõe livros de autores dos PALOP

    Luanda - Mais de cem títulos de autores dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP), além de portugueses e timorenses, estão colocados à disposição do público, desde hoje, segunda-feira, em Luanda, numa iniciativa da Biblioteca Nacional.