Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

13 Junho de 2018 | 12h19 - Actualizado em 13 Junho de 2018 | 12h19

Bispos da CEAST homenageiam cidade Património Mundial

Mbanza Kongo - Doze bispos da Conferência Episcopal de Angola e São-Tomé (CEAST) participam, no próximo dia 8 de Julho, em Mbanza Kongo, província do Zaire, na cerimónia de homenagem ao 1º aniversário da inscrição desta cidade na lista do património mundial da Unesco.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

ZAIRE: ÂNGULO DA CIDADE DE MBANZA KONGO

Foto: Pedro Moniz Vidal

A informação foi avançada terça-feira, nesta histórica cidade, pelo vice-governador do Zaire para o sector político, económico e social, António Félix Kialungila, em conferência de imprensa.

O responsável avançou que os bispos católicos chegam no final deste mês de Junho a Mbanza Kongo, onde esperam promover também uma palestra sobre “O contributo das igrejas na edificação da cultura no Reino do Kongo”.

Admitiu que a iniciativa da igreja católica prestigia esta capital do antigo Reino do Kongo, o primeiro sítio angolano inscrito na lista do Património Mundial pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco).

A missão dos clérigos reserva também uma missa de acção de graças em prol do estatuto mundial, devendo ainda tomar parte das cerimónias tradicionais da abertura da edição 2018 das festas da cidade de Mbanza Kongo, a decorrer de 5 a 25 de Julho.

Importa referir que, por decreto executivo, o dia da cidade de Mbanza Kongo passa a ser comemorado a 8 de Julho, coincidindo com a data da sua inscrição na lista do património mundial, contrariamente ao habitual 25 de Julho.

O destaque do programa das actividades em torno do 1º aniversário da inscrição de Mbanza Kongo na UNESCO vai para a promoção da primeira Feira Internacional denominada “Expo-Kongo”, assim como a inauguração de uma unidade hoteleira com a capacidade de 120 quartos.

Actividades culturais, recreativas, desportivas, palestras e colóquios em torno à efeméride também constam do leque das atracções reservadas aos munícipes e convidados.

O sítio histórico de Mbanza Kongo, cujo património material e imaterial é tido como excepcional, foi inscrito na lista do património mundial a 8 de Julho de 2017, durante a reunião dos membros do Comité de Património Mundial que decorreu na cidade de Cracóvia, Polónia.

 

Leia também
  • 05/11/2018 12:40:33

    Futuro museu projectado para os países integrantes do antigo Reino do Kongo

    Mbanza Kongo - A estrutura arquitectónica do futuro museu do Reino do Kongo a ser erguido na cidade de Mbanza Kongo, província do Zaire, comportará três pilares que simboliza os três países que integravam o antigo Reino, nomeadamente República Democrática do Congo, Congo Brazzaville e Gabão, afirmou domingo, nesta cidade, o director do gabinete local da Cultura, Biluka Nsakala Nsenga.

  • 03/11/2018 15:29:32

    Alemanha promete apoiar futuro Museu de Antropologia de Mbanza Kongo

    Mbanza Kongo - O embaixador da República da Alemanha em Angola, Dirk Lolke, disse hoje, sábado, em Mbanza Kongo, província do Zaire, que o seu país está disposto em apoiar o futuro Museu de Antropologia a ser erguido nesta capital do antigo Reino do Kongo, nos próximos tempos.

  • 02/11/2018 15:47:36

    Justino Handanga anima show independência no Soyo

    Soyo - O músico Justino Handanga vai neste sábado, no centro cultural Cantinho do Musseque, na cidade do Soyo, província do Zaire, animar um espectáculo musical em saudação ao dia da Independência Nacional, a assinalar-se no próximo dia 11 de Novembro.

  • 02/11/2018 15:13:45

    Tradição de Mbanza Kongo assemelha-se com a do Israel, diz embaixador

    Mbanza Kongo - O embaixador de Israel em Angola, Oren Rozenblat, afirmou quinta-feira, em Mbanza Kongo, província do Zaire, que parte da tradição da antiga capital do Reino do Kongo assemelha-se com a do seu país, sobretudo em termos das 12 fontes desta cidade património com as 12 tribos.