Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

07 Fevereiro de 2019 | 21h15 - Actualizado em 08 Fevereiro de 2019 | 07h29

Autoridades querem repor mística carnavalesca de Benguela

Benguela - As autoridades da província de Benguela querem retomar os moldes carnavalescos antigos, consubstanciados na promoção dos aspectos turísticos, culturais, comerciais e de pura diversão, para recuperar o pendor místico do Carnaval local, que durante anos dominou a região, informou o director provincial da Cultura, Juventude e Desportos, Cristóvão Mário Kajibanga.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Grupo Candengue dos Malambas (arquivo)

Foto: António Lourenço

Em entrevista à Angop, a propósito do Entrudo de 2019, que sai a rua a 5 de Março, Cristóvão Kajibanga disse que, depois de alguns anos em que o desfile central da província passeou por alguns municípios do interior, este ano a fase final vai acontecer na cidade de Benguela, com a participação de representantes dos 10 municípios apurados em concursos locais.

Cristóvão Kajibanga considera que essa medida vai permitir às autoridades retomarem o modelo de promoção e comercialização de “Palanques” (promoção de serviços comerciais e turísticos aos participantes), de modo a dinamizar a atracção do público assistente.

Deu a conhecer que, para melhor participação no desfile central, uma equipa de técnicos do Gabinete de Cultura deslocou-se aos 10 municípios de Benguela com o intuito de ministrar umsa formação específica referente aos aspectos competitivos, nomeadamente o tempo de desfile, coreografia, dança, música, compassos da falange de apoio.

Segundo o responsável, este trabalho está a ser replicado pelos quadros das respectivas administrações municipais para todos os grupos concorrentes.

Apesar deste esforço do ponto de vista técnico, o responsável lamenta a escassez de recursos financeiros capazes de cobrir a planificação da fase final do Carnaval deste ano, já que os encargos das competições municipais são da responsabilidade de cada município, que deve ter o Carnaval como algo programado na sua projecção financeira anual.

“Nós, Comissão Provincial do Carnaval de Benguela, temos uma garantia de quatro milhões de kwanzas para uma projecção de despesas gerais de 15 milhões de kwanzas, por isso continuamos a dialogar com os parceiros para tentar fechar essa diferença”, frisou o responsável, destacando no grupo dos principais parceiros unidades industriais, hoteleiras e outras de pequeno porte.

Segundo o director da Cultura, o sector tem registado até ao momento 92 grupos carnavalescos, sendo 61 de adultos e 31 infantis que vão concorrer nos desfiles locais (municipais), porém, este número deve resultar em 14 grupos de adultos e sete infantis para o acto central provincial a decorrer no largo África, a 5 de Março.

Este número, no entanto, pode crescer, uma vez que o desfile provincial vai acontecer na cidade de Benguela e quem organiza, geralmente, é representado por cinco grupos, além dos de animação. “Por isso, em Benguela já se fala na eventualidade de participação de grupos de universitários, o que pode elevar para 25 grupos”, disse.

Quanto as participações municipais, Benguela vai concorrer com 11 de adultos e três infantis, Bocoio 17 de adultos e seis infantis, Caimbambo 4 - 3, Cubal 10 – 6, Ganda 10 – 8, Catumbela com 9 grupos de adultos e cinco infantis.

Leia também
  • 08/02/2019 11:46:55

    Autoridades querem repor mística carnavalesca de Benguela

    Benguela - Las autoridades de la provincia de Benguela quieren retomar los moldes carnavalescos antiguos, que consisten en la promoción de los aspectos turísticos, culturales, comerciales y de pura diversión, para recuperar el esplendor místico del Carnaval local, que durante años dominó la región, informó el director provincial de la Cultura, Juventud y Deportes, Cristóvão Mário Kajibanga.

  • 28/01/2019 12:49:02

    Associação quer Carnaval do Lobito como atractivo turístico

    Lobito - O vice-presidente da Associação do Carnaval do Lobito (ACL), Madaleno Constantino, anunciou hoje, segunda-feira, a intenção de fazer do Entrudo uma marca daquela cidade da província de Benguela, a fim de ser reconhecido a nível nacional.

  • 25/01/2019 04:22:28

    Autoridades do Lobito pedem que promotores cumpram regras de espectáculos

    Lobito - O director da Repartição Municipal dos Assuntos Sociais do Lobito, Henrique Pascoal, alertou, esta quinta-feira, aos promotores de eventos para a importância de cumprirem com rigor as regras sobre promoção de espectáculos e divertimentos públicos, sob pena de incorrerem em pesadas multas.