Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

20 Julho de 2019 | 07h03 - Actualizado em 19 Julho de 2019 | 20h41

Resenha Cultural: Empossamento de novo secretário de Estado da Cultura marca semana

Luanda - O empossamento do novo secretário de Estado da Cultura, Aguinaldo Cristóvão, marcou a semana que hoje, sábado, termina.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Até a sua nomeação, Aguinaldo Cristóvão exercia o cargo de director do Gabinete Jurídico do Ministério da Cultura.

Ao longo da semana, a media destacou ainda a afirmação do secretário de Estado da Cultura, Aguinaldo Cristóvão, para a necessidade do incentivo à criação, com particular atenção para a Política do Livro e da Leitura Pública.

Falando à imprensa à margem da cerimónia de empossamento decorrida no Palácio Presidencial, informou que o Ministério da Cultura está a consolidar o programa de apoios aos agentes culturais, para o fomento da criatividade e a produção artística nacional.

No domínio literário, foi destaque informativo o lançamento de duas novas obras do escritor José Mena Abrantes.

Trata-se das obras  “Kimpa Vita - A Profetisa Ardente” (Teatro) e “Filho Bem-Amado do Kongo: Nsaku Ne Vunda, aliás Dom António Manuel, aliás Marquês de Funesta, aliás "O Negrita" (teatro), que retratam situações vividas no então Reino do Kongo.

As lamentações do  escritor e dramaturgo angolano José Mena Abrantes sobre  a fraca investigação sobre o Reino do Kongo pelos historiadores nacionais destacou-se também nos noticiários da semana.

O escritor, que falava à margem da cerimónia das suas mais recentes obras, disse que os angolanos não levam a sério o trabalho de investigação sobre o Reino do Kongo, pois foi preciso ler a obra de um escritor estrangeiro, Wilffried N'Sondé, se interessou pelo romance, que o traduziu dando origem a peça de teatro “O Negrita”.

Assuntos Angola  

Leia também