Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Lazer e Cultura

21 Agosto de 2019 | 23h51 - Actualizado em 22 Agosto de 2019 | 08h26

Livro de fotos sobre Agostinho Neto apresentado no Bengo

Caxito - Um livro de fotografias intitulado "Agostinho Neto - da guerrilha aos primeiros anos da Independência", da autoria da jornalista italiana Augusta Conchiglia, foi apresentado hoje, quarta-feira, aos leitores da província do Bengo.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Augusta Conchiglia ex-fotógrafa de Agostinho Neto

Foto: Francisco Miúdo

Capa do livro: da guerrilha aos primeiros anos de independência

Foto: Francisco Miúdo

O acto de apresentação foi promovido pela Fundação António Agostinho Neto (FAAN) no âmbito das celebrações do 97º aniversário do fundador da Nação, a celebra-se a 17 de Setembro.

Lançado no dia 21 de Junho do corrente ano, no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda, o manual possui 240 páginas, com mais de 100 fotos inéditas do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto, com companheiros de guerrilha e familiares no período de 1968 até aos primeiros anos da independência de Angola, alcançada a 11 de Novembro de 1975.

Na apresentação da obra, o professor universitário Fernando Jaime explicou que o livro retrata por imagens a realidade da luta de libertação de Angola contra o jugo colonial português e serve de passagem de testemunho para a nova geração.

Por seu turno, o administrador executivo da Fundação Agostinho Neto, Amarildo da Conceição, destacou a importância do livro e disse que no âmbito do trabalho de recolha de testemunhos sobre a história de Angola, a FAAN continua a pesquisar e publicar a rica epopeia da luta de libertação nacional.

Enalteceu a população do Bengo, região onde Agostinho Neto possui fortes laços de consanguinidade e vivência, tendo realçado a tenacidade da gente humilde e a convicção dos jovens guerrilheiros que se bateram pela independência de Angola.

Augusta Conchiglia nasceu na região de Milão, onde estudou ciências sociais, fotografia e cinema, tendo sido transferida para Roma onde participou em 1961 na realização de um documentário para Televisão Italiana sobre a guerra colonial em Angola.

Foi correspondente da Revista Afrique-Asia em Paris, França, desde anos 1980, foi ainda consultora da União Europeia para África na Austral e participou nos centros de estudos africanos na Nigéria e na África do Sul.

Assuntos Província » Bengo  

Leia também
  • 17/07/2019 16:21:41

    LevArte promove FESPOL no Bengo

    Caxito - Um Festival de Poesia e Letra, denominado (FESPOL), promovido pelo Núcleo do Movimento Literário LevArte do Bengo, foi aberto hoje, quarta-feira, na Escola de Formação de Técnicos de Saúde, em Caxito.

  • 25/06/2019 17:04:49

    Mais de mil livros expostos no Jardim do Livro Infantil no Panguila

    Caxito - Mil e quinhentos livros infantis de autores angolanos estão expostos desde hoje, terça-feira, na 13ª edição do Jardim do Livro Infantil/2019, aberta no município do Dande, província do Bengo.

  • 27/05/2019 22:38:51

    Agentes culturais querem recuperação do património cinematográfico

    Caxito - Os agentes culturais angolanos defenderam, na noite desta segunda-feira, em Caxito, capital da província do Bengo, a recuperação e preservação do património cinematográfico nacional.