Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

30 Maio de 2017 | 19h42 - Actualizado em 31 Maio de 2017 | 10h25

Angola: Novo presidente do PRS aposta na unidade e coesão partidária

Luanda - O presidente eleito do Partido de Renovação Social (PRS), Benedito Daniel, declarou nesta terça que se propõe em promover a unidade e a coesão partidária.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Benedito Daniel, Presidente do PRS

Foto: Gaspar dos Santos

Em declarações aos jornalistas, Benedito Daniel acha que se deve unir os quadros, apesar das divergências, valorizando as suas qualidades para fortalecer o partido, ao mesmo que se promovam renovações.

Promete dirigir o PRS com lisura e transparência, respeitando os Estatutos da organização.

Considera o seu partido liberalmente democrático, por o presidente não ter autonomia de exonerar qualquer membro.

Acha necessário que reforce a competência do líder para poder fazer ajustamentos pontuais.

Benedito Daniel afirmou que o PRS é um partido de centro-esquerda, que apesar de defender o federalismo, se apoio nas massas e defende as classes operárias e camponesas.

O líder partidário descartou qualquer risco de não participação do PRS nas eleições de 25 de Agosto por não te suprido até hoje, terça-feira, as insuficiências no processo de candidatura, junto do tribunal, garantindo que poderá ser resolvida a qualquer hora de quarta-feira.

Declarou que o partido entregou 17 mil assinaturas de apoiantes, quando o tribunal exige apenas 14 mil, e ainda tem uma reserva de cerca de três mil assinaturas, a nível provincial e central para suprir eventuais problemas.

Considera que por ser o último partido a entregar também ser normal que alguns candidatos fizessem já parte da lista de outras formações, mas que o PRS tem condições de suprir insuficiências.

Assuntos Eleições   PRS  

Leia também