Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

09 Agosto de 2017 | 14h18 - Actualizado em 09 Agosto de 2017 | 14h54

Eleições/2017: CNE credencia mil observadores nacionais e internacionais

Luanda - Mil observadores, entre nacionais e internacionais, foram credenciados desde o início desse processo, a 6 de Agosto, anunciou hoje (quarta-feira) a Comissão Nacional Eleitoral (CNE).

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Júlia Ferreira, Porta-voz da CNE

Foto: Joaquina Bento

De acordo com a porta-voz da CNE, Júlia Ferreira, o seu órgão já teria acreditado mais observadores se não houvesse debilidade em termos de organização interna de instituições que manifestaram a intenção de observar as eleições de 23 de Agosto.

A CNE tem criado facilidades, trabalhando até domingo, para possibilitar, num prazo razoável, que seja finalizado o processo, já que está agendada uma acção de formação e capacitação dos observadores inscritos.

Em relação à União Europeia, Júlia Ferreira realçou que não será representada como observadora, mas estará integrada nessas eleições a nível de perita, sendo uma tarefa que se encaixa, também, no quadro da observação do processo.

Foram credenciados hoje (quarta-feira) o ministro das Relações Exteriores, Georges Chicoti, embaixadores nacionais acreditados no estrangeiro, bem como o bispo da Igreja Tocoísta, Afonso Nunes, entre outras entidades angolanas e estrangeiras.  

A responsável sublinhou que a Lei Eleitoral prevê, também, que as igrejas sejam catalogadas como observadoras nacionais, por isso, foi credenciado o bispo da Igreja Tocoísta, Afonso Nunes.

A lei prevê, ainda, como observadores nacionais, altos funcionários do MIREX, organizações e associações angolanas.

O ministro das Relações Exteriores, Georges Chicoti, afirmou que o processo está bem organizado e que a CNE fez um grande trabalho, restando apenas a realização do pleito de 23 de Agosto.

Leia também
  • 21/03/2018 12:06:13

    Amangola pretende reactivar diálogo sobre combate à corrupção

    Luanda - Reavivar e tornar sustentável o diálogo permanente em torno dos desafios do combate à corrupção, ao nepotismo e branqueamento de capitais, nas províncias e junto das comunidades angolanas no estrangeiro, vai ser prioridade da União das Associações de Angola (Amangola).

  • 14/03/2018 13:29:09

    Enaltecido desempenho dos primeiros presidentes de Angola e Cuba

    Luanda - O papel desempenhado por António Agostinho Neto e Fidel Castro Ruz, primeiros presidentes de Angola e Cuba, na luta pela liberdade e independência de alguns países de África, foi enaltecido durante uma palestra realizada nesta quarta-feira, no bairro da Kinanga, distrito da Ingombota, em Luanda.

  • 09/03/2018 18:12:41

    CASA-CE defende realojamento dos cidadãos

    Luanda - A necessidade de realojamento dos cidadãos que habitam em zonas de risco, por formas a salvaguardar vidas humanas, foi defendida nesta sexta-feira, em Luanda, pelo presidente da Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), Abel Chivukuvuku.

  • 05/03/2018 00:12:03

    Angola: MPLA consternado com a morte de militantes

    Luanda - O Secretariado do Bureau Político do MPLA manifesta a sua desolação, pela morte de cinco militantes da Organização da Mulher Angolana (OMA) e o ferimento de outras 27, vítimas do acidente de viação, ocorrido sábado, dia três de Março de 2018, na província do Huambo.