Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

12 Agosto de 2017 | 13h29 - Actualizado em 12 Agosto de 2017 | 13h38

Eleições/2017: Comandante expressa capacidade da Polícia para manter ordem

Menongue - O 2.º comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-chefe Paulo de Almeida, expressou esta sexta-feira, em Menongue, confiança na capacidade dos efectivos da corporação, para manter a ordem durante o processo eleitoral.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

2.º comandante-geral da PN, comissário-chefe Paulo de Almeida (Arquivo)

Foto: Aurélio Janeiro

“Estamos preparados, seguros, confiantes da nossa capacidade de manter a ordem e a tranquilidade públicas”, afirmou, quando se dirigia aos efectivos da Unidade da Polícia de Intervenção Rápida (PIR), sita no bairro São José, arredores da cidade de Menongue.

O comissário-chefe sublinhou que Angola é um “grande exemplo” de democracia no continente africano, em particular, e no mundo, em geral, bem como de realizações de eleições na paz, na ordem e na tranquilidade.

“Nós garantimos ao povo angolano, a África e ao mundo que Angola é um grande exemplo de democracia, grande exemplo de realizações na paz, na ordem e na tranquilidade”, declarou Paulo de Almeida.

Depois de lamentar o facto de se verificar em África pleitos eleitorais que descambam em confusão, Paulo de Almeida assegurou que os órgãos do Ministério do Interior envolvidos no processo não irão permitir, de “forma alguma”, que haja confusão em Angola.

“Estamos preparados, seguros, confiantes da nossa capacidade de manter a ordem e a tranquilidade públicas. Por isso, estou aqui para vos transmitir essa responsabilidade de garantirmos essa paz, de mantermos esta tranquilidade e esta ordem”, disse comissário-chefe aos efectivos da PIR.

A nível do Cuando Cubango, após reunião de avaliação dos efectivos para o asseguramento integral das eleições, o comandante disse que estão devidamente organizados para o exercício desta responsabilidade, apesar de não ser uma tarefa fácil.

Leia também