Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

08 Janeiro de 2018 | 19h19 - Actualizado em 09 Janeiro de 2018 | 08h52

Autoridades tradicionais devem redobrar esforços no combate á imigração ilegal

Cabinda - As autoridades tradicionais na província de Cabinda foram hoje, segunda-feira, encorajadas a redobrar os esforços no combate contra a imigração ilegal na região.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

1 / 1

Cabinda: Imigrantes ilegais da RDC

Foto: Angop-Cabinda

Cabinda:Cabinda:Governador de Cabinda, Eugénio Laborinho

Foto: Pedro Parente

O apelo é do governador de Cabinda, Eugénio César Laborinho, durante a reunião metodológica sobre a adopção de modelo mais abrangente de combate à imigração ilegal, promovido pela delegação do Minint.

O governador indicou, como principais eixos neste combate, a busca de mecanismos para se acabar com o auxílio ou guarida daquelas cidadãos que ainda persistem nesta prática. "Temos algumas indicações de redes de pessoas que fazem esse trabalho e serão combatidas cada vez mais", disse.

Salientou, como exemplo, os usuários dos principais mercados da cidade de Cabinda, e não só. "Podemos afirmar que a maioria dos cidadãos que usam os quiosques de venda no mercado de S.Pedro são estrangeiros ilegais. Isso só já é preocupante porque alguém os coloca lá e os legaliza. Vamos combater essa situação", advertiu.

Eugénio Laborinho, que esteve ladeado do comissário Eusébio Domingos e Costa, delegado do Minint e comandante provincial da policia em Cabinda, acrescentou que actos criminosos violentos, como homicídios, furtos e roubos, assaltos a residências a mão armada, branqueamento de capitais, comercio ilegal e trafego de combustíveis e de seres humanos"são exercidos por cidadãos estrangeiros ilegais.

"Essa situação deve acabar. Por isso temos que unir esforços e denunciar todos aqueles que apoiam essa mal para que possamos combater seriamente a imigração ilegal na província", disse.

Participaram do encontro, que decorreu na sala de reuniões das secretarias provinciais, autoridades tradicionais (regedores e sobas), coordenadores de bairros, diretores do SME e SIC , Procurador provincial e responsáveis dos sectores de Identificação Civil  e membros dos conselhos consultivos do Minint e do Comando Provincial da Policia Nacional.

Assuntos Província » Cabinda  

Leia também
  • 04/11/2018 15:11:38

    Movimento migratório em Cabinda oscila em função da crise financeira

    Cabinda - O movimento migratório de cidadãos nacionais e de estrangeiros nas fronteiras da província de Cabinda com os Congos Democrático e Brazzavile tem vindo a oscilar desde 2015, devido a crise económica que se regista no país, já que o mesmo é alimentado pelo comércio.

  • 24/10/2018 17:37:31

    SME em Cabinda emite mais de três mil passaportes

    Cabinda - Três mil e 441 passaportes foram emitidos pela direcção provincial dos Serviços de Migração e Estrangeiros (SME) em Cabinda, de Janeiro a Setembro do corrente ano, avançou à Angop o director provincial, Aristides Luís Costa.

  • 23/10/2018 12:55:16

    Expulsos mais de dez mil estrangeiros de Janeiro a Setembro

    Cabinda - Dez mil e 384 cidadãos estrangeiros foram expulsos do território angolano, de Janeiro a Setembro do corrente ano, por irregularidades migratórias.

  • 12/10/2018 20:09:03

    CNE incinera materiais usados nas eleições gerais

    Luanda - A Comissão Nacional Eleitoral (CNE) iniciou nesta sexta-feira a destruição de boletins de votos e de materiais utilizados nas eleições gerais de 23 de Agosto de 2017, vencidas pelo MPLA e o seu candidato, João Lourenço.