Angop - Agência de Notícias Angola PressAngop - Agência de Notícias Angola Press

Ir para página inicial
Luanda

Max:

Min:

Página Inicial » Notícias » Política

16 Maio de 2018 | 14h52 - Actualizado em 16 Maio de 2018 | 14h51

Mais de quatro mil pensionistas das FAA confirmados por prova de vida

Huambo - Quatro mil e 900 pensionistas residentes na província do Huambo, de um total de 6.500, já efectuaram a sua prova de vida na delegação local da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (FAA), no âmbito do processo de confirmação, em curso desde Novembro de 2016 no país.

Envia por email

Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

A cifra foi divulgada hoje, quarta-feira, nesta região, pelo responsável do programa de prova de vida, major Mosquito Garrido, tendo lembrado que a província do Huambo está entre as cinco que ainda não concluíram o processo.

Segundo o oficial superior, que falava à margem de um encontro do director-geral da Caixa de Segurança Social das FAA, tenente-general Ângelo António Eduardo Paca, com os funcionários da delegação local, a confirmação da prova de vida dos reformados castrenses decorre, de forma faseada, sendo que, neste momento, o processo está a ser realizado em simultâneo nas províncias do Huambo e Benguela, para depois realizar-se nas províncias do Cuanza Sul, Cabinda e Zaire.

Sem dar detalhes, o responsável disse que até ao final do processo prevê-se confirmar a existência ou não dos actuais 50 mil pensionistas que recebem subsídios na Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas.

O major Mosquito Garrida explicou que a confirmação por prova de vida vai permitir ao governo dar resposta à protecção e asseguramento dos militares reformados que se encontram na lista de espera, por ser um direito que cabe a todos que algum dia cumpriram serviço militar.

No momento da prova de vida, segundo ele, a direcção de pessoal e quadros do Estado-Maior General das FAA constata a documentação do pensionista, para avaliação da veracidade das informações, depois segue-se a pré-triagem efectuada pela Caixa de Segurança Social, para aferir possíveis incompatibilidades.

De seguida, explicou, segue-se a recolha dos dados biométricos e o respectivo armazenamento no sistema.

Assuntos Província » Huambo  

Leia também